INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

Arsenal vence Manchester United de virada em clássico emocionante

Em partida válida pela 4ª rodada do campeonato inglês, o Arsenal e Manchester United protagonizaram no último domingo (3) uma grande partida cheia de reviravoltas no Emirates Stadium, casa do Arsenal. A partida terminou em 3 a 1 para os Gunners com direito a gol dos visitantes anulado pelo VAR e gol da virada logo em seguida do time da casa para encaminhar um bom resultado para o Arsenal em Londres.

 

Do inferno ao céu

Apesar da partida unir times que constumavam viver dias de glória na Premier League, Arsenal e Manchester United atualmente não vivem seus melhores momentos. Apesar disso, o jogo relembrou o período de hegemonia de ambos os clubes, quando costumavam travar grandes embates, e com os visitantes fazendo jus ao seu apelido, pois os “Red Devils” fizeram a vida da equipe de Londres um verdadeiro inferno ao longo dos mais de 100 minutos de partida.

A partida começa com Arsenal impondo seu jogo nos primeiros 20 minutos, quando o Manchester United, que parecia inofensivo e passivo diante de seu rival, foi impiedoso no contra-ataque que, com direito a toque da bola na trave após defesa de Aaron Ramsdale, abriu o placar da partida aos 27 minutos com Marcus Rashford, após belo passe de Christian Eriksen. No entanto, sem tempo para comemorar, a torcida de Manchester viu sua vantagem se tornar nula novamente no minuto seguinte, após jogada do time da capital na saída do meio-campo que terminou com assistência do brasileiro Gabriel Martinelli e gol do meia norueguês Martin Ødegaard.


Martin Ødegaard deixa tudo igual para o Arsenal no Emirates aos 28 minutos um minuto após sofrer 1 a 0 (Foto: reprodução/ Site Oficial / Arsenal)


O primeiro tempo se encerra em jogo disputado e sem grandes chances para as equipes mas, em compensação, a segunda etapa da partida deu corpo a uma narrativa frenética. Aos 60 minutos, o Arsenal consegue pênalti marcado após Kai Havertz cair no gramado ao entrar na área em suposto choque do lateral-direito Aaron Wan-Bissaka, porém, o árbitro Anthony Taylor volta atrás em sua decisão após ser chamado pelo VAR. Aos 80′, o Arsenal constrói boa jogada pelo lado direito que termina em cruzamento rasteiro para Saka, que quase na pequena área chuta para defesa de André Onana, que estava bem posicionado.

Aos 88 minutos, quando parecia que o jogo terminaria empatado, um gol de Alejandro Garnacho é anulado, após impedimento milimétrico no passe de Casemiro, com méritos à boa deixada de letra do dinamarquês Rasmus Højlund, que desmontou a defesa londrina. Porém, aos 95 minutos, a cobrança de escanteio dos Gunners viaja a grande área até chegar na segunda trave para a nova contratação – e a mais cara da história do clube -, o volante inglês Declan Rice, que domina no peito e bate com desvio para marcar seu primeiro gol com a camisa do Arsenal da melhor forma, com gol da virada do clássico nos acréscimos e eleito o melhor em campo. O jogo se extenderia até mais de 100 minutos e, aos 101, o Arsenal fez seu terceiro gol com o brasileiro Gabriel Jesus, que cortou o marcador e tirou do goleiro para definir o resultado e garantir os três pontos.


O volante Declan Rice, contratação mais cara da história do Arsenal, marcou seu primeiro gol com a nova camisa no confronto contra o Manchester United (Foto: reprodução/ Site Oficial / Arsenal)


Com a terceira vitória em quatro jogos, o Arsenal empata em pontos (10) com Tottenham, Liverpool e West Ham, porém figura na 5ª colocação após perder para as três equipes no saldo de gols. O líder isolado é o Manchester City, com 100% de aproveitamento e 12 pontos somados nas quatro primeiras partidas. Já o Manchester United soma apenas 6 pontos e está na parte de baixo da tabela, na 11ª colocação, com duas vitórias e duas derrotas, sendo a outra para o Tottenham, vice-líder e também da capital inglesa.

Reformulação para nova temporada

Arsenal e Manchester United são considerados dois dos maiores times da Inglaterra. Atualmente buscam se reestruturar após a aposentadoria de seus treinadores: Sir Alex Ferguson, considerado maior técnico da história e maior campeão da história da Premier League, com expressivas 13 conquistas em 27 anos no comando do Manchester United; e Arsène Wenger, tricampeão da Premier League, sendo uma delas de forma invicta, feito inédito na era moderna do futebol inglês, já que o Preston North End venceu a liga inglesa em 1888/1889 também sem sofrer uma única derrota. Wenger também levou o Arsenal à sua primeira e única final da Liga dos Campeões da UEFA, principal torneio continental de clubes. 

O Arsenal jamais venceu um título europeu e seu último título da Premier League foi justamente o que venceu invicto, em 2003/2004. A última conquista oficial do Arsenal foi a Supercopa da Inglaterra no início da temporada, no mês passado, ao vencer o Manchester City, campeão inglês e da Copa da Inglaterra. Já o Manchester United não vence a Liga dos Campeões desde a temporada 2007/2008 e a Premier League desde 2012/2013. Desde então, venceu títulos de menor expressão, como a Copa da Inglaterra e Copa da Liga Inglesa, Supercopa da Inglaterra e uma Europa League em 2016/2017. O último título foi a Copa da Liga na temporada passada.

Sob comando de Erik Ten Hag e Mikel Arteta, Manchester United e Arsenal vivem seus momentos mais promissores de uma retomada ao Olimpo do futebol inglês. O Arsenal perdeu para o Manchester City na temporada anterior. Já o Manchester United, após momentos conturbados em campo e com a situação interna do clube, tem uma torcida enfurecida com os donos do clube, a família Glazer, que protestam a favor da venda do Manchester United na maioria das partidas.

Após uma campanha que quase rendeu o título, o Arsenal investiu para reforçar seu plantel para essa temporada, ao fazer a maior contratação de sua história, o volante Declan Rice, do West Ham, por £100 milhões, o meia alemão Kai Havertz, do rival Chelsea, por £65 milhões, e o zagueiro holandês Jurrien Timber, do Ajax, por €40 milhões.

O Manchester United voltou para a Champions League essa temporada, se reforçou com o atacante dinamarquês Rasmus Højlund, da Atalanta, por €75 milhões, com o meia inglês ex-Chelsea Mason Mount, por £55 milhões, com o meia marroquino e destaque na Copa do Mundo do Catar, Sofyan Amrabat, que custou €10 milhões junto à Fiorentina por empréstimo de uma temporada com opção de compra definitiva no valor de €20 milhões, o lateral-esquerdo espanhol Sérgio Reguillón, do Tottenham, também por empréstimo e com o goleiro André Onana, do Ajax, que custou €52,50 milhões para substituir o goleiro espanhol David de Gea. 

 

Foto destaque: Elenco do Arsenal comemorando o gol da virada de Declan Rice, aos 96 minutos de partida. Reprodução/ X / @arsenal

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...