INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

Corinthians comemora 113 anos em jogo festivo contra o Real Madrid

Corinthians comemora 113 anos em jogo festivo contra o Real Madrid

O empate de 2 a 2 entre as lendárias equipes do Corinthians e do Real Madrid na última sexta-feira (01) foi o ponto culminante de uma noite de celebração na Neo Química Arena. Com o estádio lotado, diversas homenagens e jogadas espetaculares em campo, o Corinthians celebrou seu 113º aniversário com grande estilo.

Embora a vitória tenha escapado por um capricho do destino, foi irônico que o placar repetisse o resultado de 23 anos atrás. Naquela ocasião, em 2000, Corinthians e Real Madrid empataram em 2 a 2 na final do Mundial de Clubes, que culminou com a conquista do título pelo Timão no Maracanã.

Os gols do Corinthians na festa foram marcados por Fernando Baiano e Daniel, que faziam parte da equipe naquela época, enquanto Emerson e De La Red anotaram os gols do Real Madrid.

O jogo foi uma oportunidade nostálgica para os fãs reviverem a magia de craques como Marcelinho, Ricardinho, Vampeta e Edílson. O único elemento que faltou para completar a recriação daquela épica partida foi a reedição da famosa “caneta” do camisa 10 sobre Karembeu.

Homenagens aos ídolos que nos deixaram

Na noite de 1º de setembro, a Neo Química Arena foi palco de festividades em comemoração ao 113º aniversário do Corinthians. Os adeptos presentes foram agraciados com uma apresentação de pagode pelo cantor Lucas Morato, filho de Péricles, além de um espetáculo de fogos de artifício e um show de luzes que antecederam o início da partida. No camarim, o treinador Oswaldo de Oliveira proferiu uma inspiradora palestra aos membros da equipe campeã mundial em 2000.

Neste contexto de celebração, o clube também prestou homenagens a dois campeões mundiais de 2000 que já faleceram, Gilmar Fubá e Rincón. O Corinthians exibiu imagens deles no telão da Arena e entregou camisas aos seus familiares como uma forma de lembrança e reconhecimento por suas contribuições históricas ao clube.


Corinthians comemora 113 anos em jogo festivo contra o Real Madrid

Ricardinho voltou a vestir a camisa Corinthiana em uma bela partida. (Foto: reprodução/Instagram/@corinthians)


Primeiro Tempo

O Corinthians entrou em campo com um time composto por dez jogadores campeões mundiais, juntamente com o ex-volante Cristian, que era mais jovem que seus colegas e atuou nos primeiros 30 minutos. A formação inicial incluiu Renato, Índio, Adílson Batista (por apenas 8 minutos), João Carlos e Kleber na defesa; Cristian, Vampeta, Marcelinho Carioca e Ricardinho no meio-campo; e Edílson Capetinha e Fernando Baiano no ataque.

O primeiro gol da partida foi marcado por Fernando Baiano, após uma bela assistência de Ricardinho. No entanto, o Real Madrid, que contava com jogadores como Zé Roberto e Karembeu, conseguiu igualar o placar ainda na primeira etapa, com Emerson marcando de cabeça. Posteriormente, Rubén de la Red virou o jogo com um chute potente de fora da área.

Além dos 11 titulares, o Corinthians fez substituições ao longo da partida, com Nenê, Augusto, Luis Mário e Danilo entrando em campo. Danilo, que também foi campeão mundial em 2012 e atualmente atua como técnico da equipe sub-20, participou da partida como parte das homenagens e da celebração desse encontro histórico.

Segundo Tempo

Na segunda metade do jogo, houve algumas alterações nas equipes. No Corinthians, entraram o ex-goleiro Julio Cesar, o ex-atacante Gil, o ex-lateral Daniel e o podcaster Igão, embora este último tenha permanecido em campo por apenas três minutos antes de ser substituído por Vampeta, após uma explosão do técnico Oswaldo de Oliveira.

Edílson e Karembeu permaneceram em campo, e em um momento significativo da partida, a arbitragem interrompeu o jogo para permitir que os dois protagonistas se abraçassem. Com a bola rolando, o Timão continuou lutando pelo empate e conseguiu alcançá-lo: após mais uma assistência de Ricardinho, Daniel arriscou um chute e igualou o placar.

Em seguida, com o apito final, os jogadores do Corinthians deram uma volta olímpica com a taça do Mundial de 2000, encerrando a partida em um emocionante e histórico empate.

O Real Madrid veio a campo com: Buyo, Pavón, Ivam Campo, Raul Bravo e Karembeu; Emerson, Zé Roberto, Mc Manaman e Seedorf; Sávio e De La Red.

O Corinthians veio a campo com: Reanto, Índio, João Carlos, Adílson e Kléber; Vampeta, Cristian, Marcelinho e Ricardinho; Edílson e Fernando Baiano.

 

Foto em destaque: Fim de jogo na Neo Química Arena. Reprodução/Instagram/@corinthians

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...