INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Money

Isenção dos US$ 50 para compras internacionais pode mudar

A isenção de impostos sobre compras internacionais até o valor de US$ 50, garantida pelo programa Remessa Conforme, tem gerado debates e propostas de alterações. Empresas como Shein, Shopee e AliExpress estão no centro dessa discussão, envolvendo um possível retorno da taxação e a ampliação do limite isento.

Recentemente, o Valor Econômico reportou que a Câmara dos Deputados planeja discutir um projeto de lei que poderia revogar a isenção de impostos. Esse projeto, apoiado por varejistas brasileiros e por parlamentares de partidos, busca retomar a taxação sobre produtos adquiridos em e-commerces estrangeiros. A intenção é aguardar que o programa Remessa Conforme atinja a totalidade das compras declaradas, estimando esse marco para este ano. Somente após essa etapa, considerara-se a aplicação de uma nova alíquota de imposto.


Aplicativos de compras online. (Foto: reprodução/Carta Capital)


Possíveis mudanças e retorno da taxação para compras de baixo valor

Atualmente, as empresas participantes usufruem da isenção do imposto de importação em compras de até US$ 50, pagando o ICMS padrão de 17% em todas as transações. Embora o Ministério da Fazenda não tenha confirmado oficialmente essa intenção, esse não é o primeiro indício de revisão da isenção de impostos. No mês anterior, o secretário-executivo da Fazenda, expressou a busca por uma solução que equalize as condições entre empresas estrangeiras e o varejo nacional até o final do ano.

Novas propostas

Está em avaliação a possível implementação de uma alíquota de importação de pelo menos 20%, conforme proposto por empresas do setor. Além disso, discute-se a potencial elevação da alíquota do ICMS de 17,5% para 25%.

No entanto, o governo planeja manter a isenção do imposto de importação para compras de até US$ 50 até que seja possível avaliar se essa medida gera competição desleal. Através do programa Remessa Conforme, Fazenda e Receita Federal conseguem monitorar o volume de importações, a distribuição das vendas e os preços praticados.

Enquanto a indústria e o varejo defendem o fim da isenção, um projeto de lei em discussão na Câmara propõe elevar o limite de isenção para compras internacionais para até US$ 100.

Foto destaque: consumidor utilizando o aplicativo da Shopee (Reprodução/Jornal mais Bragança)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...