INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Money

Las Vegas aposta alto na Fórmula 1 com velocidade e desafios noturnos

O entusiasmo em torno do Grande Prêmio de Las Vegas atingiu níveis inéditos, transformando-o no evento esportivo mais aguardado do ano. Christian Horner, chefe da Red Bull Racing, expressou seu espanto, afirmando que nunca viu tanto interesse em um Grande Prêmio. Esta corrida está atraindo atenção global, evidenciada pelos ingressos para a arquibancada sendo vendidos por valores exorbitantes, chegando a US$ 1,5 mil ou mais.


A pista iluminada oferece uma experiência única de corrida (Foto: Reprodução/Band-UOL)


O Paddock Club, um imponente clube da Fórmula 1 ao lado da pista, com ingressos esgotados oito meses atrás, reflete o apetite por experiências premium. Pacotes luxuosos, como o “Emperor” do Caesars Palace, alcançam a marca de US$ 5 milhões, oferecendo uma estadia extravagante, ingressos para o Paddock Club e experiências exclusivas.

Luxo e estrelas na preparação do grande prêmio

A cidade do entretenimento está se preparando para sediar uma celebração épica, com locais na Strip renovados, DJs, acrobatas e festas de abertura estreladas por artistas como Keith Urban e will.i.am. A Sports Illustrated transformou o restaurante Margaritaville no Flamingo em Club SI, investindo US$ 1 milhão no projeto, enquanto outras marcas estão apostando em patrocínios e suítes de hospitalidade.

Desafios financeiros

No entanto, essa grandiosidade não vem sem custos. A Liberty Media, proprietária da Fórmula 1, estimou gastos de US$ 400 milhões para o evento, incluindo a compra de 16 hectares de terra por cerca de US$ 250 milhões. O CEO da Liberty Media, Greg Maffei, reconheceu que o impacto do evento superou as expectativas, mas permanece otimista sobre o potencial lucrativo a longo prazo.

Apesar das promessas de grandeza, a corrida não está isenta de desafios. A realização de uma corrida noturna em Las Vegas é inédita na Fórmula 1, gerando incertezas quanto ao tráfego ativo durante a prova. Além disso, a relação com os moradores locais ficou tensa, com empresas ao longo do circuito resistindo a taxas impostas pela Fórmula 1.

Com um contrato de apenas três anos, Las Vegas enfrenta a possibilidade de perder a corrida em 2026. No entanto, ambos os lados expressam comprometimento em prolongar essa parceria. O condado de Clark concedeu permissão para realizar a corrida até 2032, antecipando uma injeção de US$ 1,2 bilhão na economia local. Para a Fórmula 1, Las Vegas parece destinada a se tornar o evento principal na América, com a Liberty Media e a Fórmula 1 assumindo o controle total e vislumbrando oportunidades lucrativas únicas.

Foto destaque: O pacote “Emperor” do Caesars Palace redefine o luxo na Fórmula 1. Reprodução/Grande Prêmio

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...