INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Aumento de queimadas faz governo do AM decretar estado de emergência

Aumento de queimadas faz governo do AM decretar estado de emergência

O Amazonas registrou 4.212 focos de incêndio somente nos primeiros dez dias de setembro, tornando este o segundo pior mês registrado desde 2021. No total do ano, o estado registrou 11.736 incêndios, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). 

Decreto

Nesta terça-feira (12), o governador Wilson Lima decretou estado de emergência ambiental no Amazonas. A ação tem como objetivo mitigar os efeitos do desmatamento ilegal e das queimadas em todo o estado.

A legislação será aplicada nos municípios de Apuí, Boca do Acre, Canutama, Humaitá, Lábrea, Manicoré, Maués, Novo Aripuanã e Tapauá e, localizados no sul do estado, além de Autazes, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaquiri, Novo Airão, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Silves, na própria Capital e Região Metropolitana de Manaus.

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) será responsável por coordenar a implementação do decreto em colaboração com outros órgãos para estabelecer e executar estratégias de combate ao desmatamento e às queimadas na região.

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) ficará encarregado de coordenar a execução operacional das ações de resposta às ocorrências, com o apoio da Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP).


Aumento de queimadas faz governo do AM decretar estado de emergência

Incêndio na Amazônia. (foto: reprodução/Jornal Nacional/G1)


Combate

O Corpo de Bombeiros do Amazonas enfrentou um total de 1.057 incêndios no período entre 12 de julho e 11 de setembro. Atualmente, os municípios com o maior número de focos de incêndio estão localizados na região sul do estado.

Devido ao período de seca e ao aumento das queimadas, os municípios de Careiro Castanho e Tefé decretaram situação de emergência, conforme publicado no último Diário Oficial dos Municípios do Amazonas. Careiro Castanho solicitou a declaração de emergência por um período de 90 dias, enquanto Tefé fez o pedido por um período de 180 dias.

Os bombeiros informaram que equipes do Governo do Amazonas e da Força Nacional estão trabalhando no sul do estado para combater as queimadas e o desmatamento ilegal.

Foto Destaque: Incêndio próximo a Humaitá/AM. Reprodução/REUTERS/Leonardo Benassatto/CNN.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...