INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Beleza

Busca por seios menores é tendência em consultórios de cirurgia plástica

Busca por seios menores é tendência em consultórios de cirurgia plástica

Há alguns anos, era comum o desejo feminino por seios fartos, o que levou as cirurgias de mastopexias brasileiras ao topo do mundo. No entanto, os padrões de beleza mudam com o tempo e, hoje, as mulheres têm procurado por implantes de próteses menores e mais harmoniosas.

Essa tendência vem ganhando espaço porque, além de conferirem um resultado mais natural, evita complicações como flacidez e estrias causadas por próteses de silicone muito grandes, que ferem os tecidos da região da mama, provocando estiramento da pele. Isso sem contar alguns possíveis problemas de coluna causados pelo peso dessas próteses”, explica o cirurgião plástico Dr. Marcelo Ono, membro da Associação Brasileira de Cirurgia Plástica (BAPS). 

Novas técnicas

Segundo o cirurgião plástico, uma das novidades é a técnica Alça Muscular, desenvolvida especialmente para mulheres que não querem próteses grandes. “Elas têm medo de próteses grandes, mas querem um decote bonito. Ao mesmo tempo, não querem colocar uma prótese pequena e ficar com a mama afastada. A sustentação da alça muscular oferece esse ‘decote’ de mama mais justo, mesmo com prótese pequena”, diz o médico. Esta técnica tem sido uma das primeiras opções de mulheres que gostam, por exemplo, de se exercitar e não querem mamas muito pesadas.

O procedimento é realizado de forma parecida com o primeiro implante do silicone. Porém, dependo da diferença de tamanho da prótese, pode ser necessária também a retirada da pele para remodelagem dos seios, tornando-os mais bonitos e firmes. “Este procedimento é o que chamamos de mastopexia e, nesse caso, as cicatrizes serão inevitáveis, possuindo um formato de T invertido”, afirma.

Mamoplastia redutora

Além da troca por próteses menores de silicone, algumas mulheres que já possuem seios naturalmente grandes procuram pela redução do tamanho das mamas através da cirurgia de mamoplastia redutora, procedimento que visa remover o excesso de glândulas mamárias, gordura e pele da região para que as mamas fiquem proporcionais ao restante do corpo. “Na mamoplastia redutora, o tamanho, o formato e a visibilidade das cicatrizes após o procedimento vão variar de acordo com o caso e o tamanho da mama”, afirma o especialista.

Mas, no final das contas, a BAPS sugere conversar francamente com o cirurgião plástico, discutindo as expectativas e ouvindo as orientações do profissional. “Apenas ele poderá realizar uma avaliação e indicar o procedimento mais adequado para você de modo que o resultado seja natural, mas, ainda assim, atenda a seus desejos”, finaliza o Dr. Marcelo Ono.

Associação brasileira de cirurgia plástica (BAPS): A Associação Brasileira de Cirurgia Plástica (BAPS) é uma associação brasileira formada exclusivamente por cirurgiões plásticos de todo o território nacional, além de associados internacionais.

Foto destaque: verificação de medida dos seios (Foto/Reprodução)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...