INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Beleza

Cosméticos naturais: saiba sobre alguns ingredientes tóxicos para evitar

Os cosméticos naturais estão ganhando mais destaque nas prateleiras das mulheres brasileiras e é uma grande aposta no mercado. Alguns produtos, considerados tradicionais no setor, possui ingredientes que podem causar malefícios tanto para a saúde humana, quanto para o meio ambiente e para os animais – e a preocupação em relação a isso tem aumentado, principalmente depois da pandemia.

De acordo com a dermatologista Ana Carolina Suman: “Nem sempre os cosméticos tem algum ingrediente tóxico em sua composição, porém a indústria tem tido a procuração em formular cosméticos com um número menor de ingredientes e ingredientes não tóxicos, apesar de alguns ainda possuírem. Alguns até conversos”.


Exemplos de comésticos naturais (Foto: Reprodução/Instagram)


Plástico em cosméticos

O plástico é o mais polêmico, ele é encontrado, geralmente, até em excesso nas embalagens dos cosméticos, gerando muito lixo. Algumas empresas já estão investindo em embalagens recicláveis ou em refil, porém a maioria das pessoas ainda não adquiriu esse hábito.

Chumbo

Está presente em alguns cosméticos como tintura de cabelo e batons, e é considerado um metal pesado e tóxico. Ele é cancerígeno, pode causar toxicidade no sistema nervoso central, disfunção renal e anemia. A Anvisa permite concentrações bem baixas, menores do que 0,6% em alguns itens.

Amianto

Este é um ingrediente perigoso, pode provocar uma doença pulmonar que afeta a capacidade respiratória do pulmão. Os cosméticos que possuem talco podem vir a conter amianto, o ideal é procurar produtos que não contenham talco.

Formol

O formol é conhecido por ser um agente cancerígeno. A dermatologista apontou que “Existe uma preocupação muito grande em relação às escovas progressivas, porque várias delas dizem não conter formol, mas contém agentes liberadores de formol, ou seja, substancias que quando aquecidas se transformam no formaldeído e podem levar a toxidade com sintomas respiratórios, alergias e o próprio câncer”.

PEGs

Usado em condicionadores e hidratantes, está o PEGs, ou polietilenoglicol. Ana Carolina explica que eles podem ocasionar irritação na pele e dermatite de contato.

DEA

A dietalonamina é considerada possivelmente cancerígena para os seres humanos, mas isso ainda não foi estabelecido, de acordo com a dermatologista, ela pode estar presente em alguns cosméticos, como xampus e cremes.

Sulfatos

Eles são considerados agentes surfactantes, ou seja, ligam-se a impurezas. Eles são comuns em produtos de cabelo como xampu, já contribuem para limpeza do couro cabeludo. A dermatologista recomenda o uso de xampus que tenha menos sulfatos. Além de ser prejudicial ao ser humano, o ingrediente pode se depositar no meio ambiente e ser tóxico para animais aquáticos.

Triclosano

Possui ação antimicrobiana, por isso está presente em alguns itens de higiene pessoal, como sabonete bactericida, desodorante, enxaguante bucal e creme dental. “Seu maior problema são os efeitos adversos no meio ambiente. Não tenho certeza, mas também pode provocar alterações hormonais entre os homens”, disse a dermatologista.

Parabenos

Para a dermatologista, os parabenos são controversos, pois tem poucos estudos que mostram que estão associados com alterações hormonais nos homens, por exemplo. Ana Carolina explica: “Eles possuem potencial conservante muito bom, e a Anvisa permite seu uso. Entretanto, como podem causar reações de hipersensibilidade e poluem o meio ambiente, a indústria da beleza tem investido cada vez mais em produtos sem parabenos”.

Petrolatos

São derivados do petróleo e formam uma espécie de “filme” na pele, evitando a perda da umidade para o meio ambiente. A dermatologista alerta: “Ele mantém a hidratação da pele e também é uma barreira de proteção contra microrganismos. O maior problema, no entanto, é em relação ao meio ambiente”.

Silicones

São usados em alguns cosméticos por conta dos seus benefícios sensoriais. “Suspeita-se que um tipo de silicone, o D4, possa ter efeitos cancerígenos, então ele é proibido na Europa e muitas indústrias brasileiras também não o usam. Porém, é muito difícil manipular um produto para cabelo, por exemplo, sem silicone, então as empresas procuram escolher o tipo do ingrediente com o menor impacto no meio ambiente”.

 

Foto destaque: Quais produtos tóxicos devemos evitar? Reprodução/Instagram

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − sete =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...