Notícias

Ex-presidente Jair Bolsonaro recebe alta hospitalar após avaliação médica

24 Ago 2023 - 20h00 | Atulizado em 24 Ago 2023 - 20h00
Ex-presidente Jair Bolsonaro recebe alta hospitalar após avaliação médica

Nesta quinta-feira (24), às 15h, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) foi liberado para alta médica do Hospital Vila Nova Star, situado na cidade de São Paulo. Acompanhado por uma equipe de segurança, Bolsonaro deixou o hospital após uma avaliação médica minuciosa.

Na manhã de quarta-feira (23), Jair Bolsonaro foi internado no hospital devido às sequelas resultantes do ataque a faca que sofreu durante a campanha eleitoral de 2018. Sua internação foi marcada por uma série de exames, com o objetivo de avaliar seu estado de saúde. Entre as considerações médicas, existe a possibilidade de um procedimento cirúrgico adicional para tratar hérnia e aderência intestinal.


Bolsonaro deixando Hospital Vila Nova Star em São Paulo (Foto: Reprodução/G1)


A recuperação de Bolsonaro esteve sob os cuidados da equipe médica composta pelos doutores Maurício Wajngarten e Antonio Macedo. Ao longo de sua permanência no hospital, o ex-presidente foi submetido a diversos exames fundamentais, incluindo ultrassom de abdome total, cintilografia miocárdica, ecocardiograma, eletrocardiograma, tomografias, ressonância magnética de abdome, endoscopia e colonoscopia, além de prova de função pulmonar.

Preparativos para futuras cirurgias

Os resultados detalhados desses exames são cruciais para a etapa seguinte do tratamento de Bolsonaro. O conjunto de informações colhidas será utilizado como base para o planejamento de três cirurgias planejadas para setembro deste ano, visando sua recuperação completa.

Retorno à Residência em Brasília

Conforme as informações fornecidas pelo ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, o ex-presidente seguirá para sua residência em Brasília, onde passará a noite.

Ataque em campanha eleitoral

Em setembro de 2018, Jair Bolsonaro, então candidato à presidência do Brasil, foi esfaqueado durante um evento de campanha em Juiz de Fora, em Minas Gerais, por um homem chamado Adélio Bispo de Oliveira. Bolsonaro sofreu ferimentos abdominais graves, o que afetou sua campanha. Após se recuperar, venceu as eleições e se tornou presidente. O autor do ataque foi considerado inimputável devido a transtornos mentais.

Foto destaque: Jair Bolsonaro. Reprodução/ Poder360