INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Celebridades

Biógrafo revela que rei Charles III questionou tom de pele de Archie

A família real britânica foi abalada recentemente por uma revelação feita pelo biógrafo Christopher Andersen. De acordo com ele, o rei Charles III levantou questões sobre o tom de pele de Archie, o filho do príncipe Harry e Meghan Markle. A controvérsia que se seguiu gerou debate em todo o mundo, mas Andersen ressaltou que as intenções do rei eram completamente inocentes, sem qualquer traço de racismo.

 

Conversa inocente

Andersen detalhou que a discussão ocorreu durante uma conversa informal entre o rei Charles e sua esposa Camilla. Na ocasião, Charles expressou sua curiosidade sobre diversos aspectos relacionados ao seu neto Archie, incluindo sua possível altura, cor de cabelo e a tonalidade dos olhos. Não havia nenhuma intenção de relacionar essas considerações à raça; eram apenas os pensamentos de um avô ansioso para conhecer melhor seu neto.

No entanto, a conversa supostamente inofensiva de Charles foi posteriormente interpretada de outra maneira e transformada em uma acusação de racismo. Funcionários do Palácio de Buckingham desempenharam um papel significativo em amplificar a controvérsia, levando a conclusões precipitadas.

Essa controvérsia veio à tona durante a entrevista de Harry e Meghan com Oprah Winfrey em 2021, quando o casal sugeriu que houve discussões no Palácio de Buckingham sobre a cor de pele de Archie, mas não revelou quem levantou essa questão.


Archie, o filho do príncipe Harry e Meghan Markle. (Foto: reprodução/Town&Country por PISCINA/SAMIR HUSSEIN/GETTY IMAGES)


Debate sobre racismo

Embora Andersen tenha esclarecido as circunstâncias da conversa de Charles, a controvérsia destaca a importância de abordar e combater o racismo em todas as esferas da sociedade, incluindo entre membros da realeza. A conversa originalmente inocente entre o rei Charles e Camilla deve servir como um lembrete do impacto das interpretações diversas e da necessidade de um diálogo aberto e honesto sobre questões raciais.

A revelação de Christopher Andersen sobre o rei Charles III questionando o tom de pele de Archie lança luz sobre a complexidade das relações e interpretações dentro da família real britânica. Enquanto Charles afirma que suas intenções eram benignas, a controvérsia que se seguiu destaca a necessidade de abordar o racismo de maneira eficaz e promover a compreensão mútua, tanto dentro quanto fora da realeza.

Foto destaque: Rei Charles. Reprodução/NSC Total por Jane Barlow

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...