INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Cinema/TV

Festival de Cannes exibe filme em homenagem a Nelson Pereira dos Santos

O Brasil teve seu pequeno momento de brilho no festival de Cannes acontecendo essa semana, com um documentário realizado em homenagem a Nelson Pereira dos Santos sendo exibido em competição no festival. Santos é um dos maiores nomes do cinema brasileiro, um dos grandes cineastas precursores do denominado “Cinema Novo“.

O documentário “Nelson Pereira dos Santos – Vida de cinema“, foi exibido na noite da última sexta-feira (19/05) concorrendo na mostra “Cannes Classics” – uma categoria destinada exclusivamente para produções que abordam respectivamente cinema e cineastas. O filme é uma co-produção da GloboNews, Globo Filmes e Canal Brasil, dirigido por Aída Marques e Ivelise Ferreira, que foi esposa do cineasta por quase três décadas.

Eu estou muito feliz, esse é um momento muito especial da minha vida estar no Festival de Cannes com um filme sobre o Nelson Pereira dos Santos no Cannes Classics. Torçam por nós”, disse Ivelise.


Poster de “Nelson Pereira dos Santos – Vida de cinema” (Foto: Reprodução / G1)


O filme conta com um acervo de mais de 80 horas de gravações reunidas de trechos dos filmes e do por trás das câmeras de todas as obras do diretor, cobrindo todos os 60 anos de sua carreira. Trazendo entre elas imagens de arquivo, seus filmes e entrevistas, contando ainda alguns trechos inéditos, com relatos pessoais nunca antes vistos do próprio cineasta refletindo sobre seus filmes, seu processo criativo e sua própria vida.

Dentre a rica filmografia de Nelson Pereira dos Santos, se destacam clássicos nacionais como “Rio, 40 Graus” (1955), “Vidas secas” (1963), “Memórias do Cárcere” (1984), onde o diretor mostrou e refletiu em cima da realidade e a cultura Brasileira com um olhar nunca antes visto e jamais replicado de novo com o mesmo olhar brilhante que conseguia equilibrar um lirismo clássico e o realismo documental.

Ter realizado esse filme tem um significado simbólico muito forte. Nelson Pereira dos Santos um cineasta que pensou o país, pensou a cultura, não poderia existir um momento tão oportuno para gente conhecer esse cineasta”, disse a diretora Aída.

Santos morreu aos 89 anos em 2018 e, por diversas vezes, concorreu em Cannes pela maior honra da premiação: a “Palma de Ouro“, um delas, com “Vidas secas“, e agora sua obra retorna a ser reconhecida e a passar entre os galardoados de Cannes, mesmo após sua morte.

O documentário “Nelson Pereira dos Santos – Vida de cinema” tem lançamento previsto no Brasil para o segundo semestre de 2023.

 

Foto Destaque: Nelson Pereira dos Santos. Reprodução/VEJA

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...