INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Cinema/TV

Máscaras de Oxigênio (Não) Cairão Automaticamente: HBO anuncia nova série nacional

Máscaras de Oxigênio (Não) Cairão Automaticamente: HBO anuncia nova série nacional

A HBO está desenvolvendo uma minissérie de drama nacional. Intitulada “Máscaras de Oxigênio (Não) Cairão Automaticamente”. A obra trará o recorte histórico sobre a epidemia de AIDS no Brasil nos anos 80. O elenco já conta com nomes como Ícaro Silva, Johnny Massaro, Bruna Linzmeyer e atualmente encontra-se na fase de pré-produção.

Sobre Máscaras de Oxigênio (Não) Cairão Automaticamente

A minissérie contará em cinco episódios a história dos trabalhadores de empresas aéreas que passaram a contrabandear AZT para o país. Este é um medicamento utilizado no tratamento de pacientes em estágios avançados de AIDS, cujo uso era proibido no Brasil.

Silvia Fu, diretora de Produção de Conteúdo Brasil da Warnes Bros. Discovery, falou sobre a obra: “A série é inspirada em eventos e personagens reais, um momento de luta por direito à saúde acima do preconceito. É uma grande responsabilidade retratar esse momento tão marcante na vida de uma geração, e queremos trazer essa mensagem para o público da melhor maneira possível”.

“Máscaras de Oxigênio (Não) Cairão Automaticamente” é produzida pela Morena Filmes (“Todo Dia a Mesma Noite”), com direção-geral de Marcelo Gomes (“Cinema”, “Aspirinas” e “Urubu”) e direção de Carol Minêm (“O Rei da TV”). O roteiro é de Leonardo Moreira (“Coisa Mais Linda”) e Patrícia Corso (“Samantha!”).

No elenco, anunciado até o momento, estão Bruna Linzmeyer (“Pantanal”), Ícaro Silva (“Cara e Coragem”), Igor Fernandez (“Cara e Coragem”) e Johnny Massaro (“Terra e Paixão”). 

A minissérie está em etapa de pré-produção e por isso ainda não há informações sobre o lançamento na plataforma HBO Max. 


Vídeo com história da AIDS no Brasil, tema da série Máscaras de Oxigênio (Não) Cairão Automaticamente. (Reprodução: YouTube/Senado Federal)


Contexto Histórico

O Brasil teve seu primeiro caso de HIV, vírus causador da AIDS, no hospital Emílio Ribas, São Paulo, no ano de 1980. A partir de então, a doença afetou a vida de centenas de pessoas de diversas classes sociais. Vale lembrar que o país vivia um período de redemocratização, fazendo assim surgir um rico cenário cultural, com mais liberdade em relação à orientação e expressão sexual. Foi uma situação delicada, uma vez que os doentes não tinham acesso a medicamentos apropriados, o que levou a casos de contrabando de Zidovudina, AZT, para o correto tratamento.

Com o tempo, o Brasil se destacou no combate a AIDS ao ser o primeiro país da América Latina a isolar o vírus, HIV-1, em 1987. Nesse mesmo ano, o tratamento com AZT foi autorizado para pacientes com AIDS.

Advertisement. Scroll to continue reading.

 

Foto Destaque: Ícaro Silva, Bruna Linzmeyer e Johnny Massaro integram o elenco de Máscaras de Oxigênio (Não) Cairão Automaticamente. Reprodução: Instagram/@icaro/@brunalinzmeyer/@johnnyomassaro

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...

Celebridades

Nesta quarta-feira (20), Nanda Costa compartilhou um vídeo em suas redes sociais dizendo que está se sentindo exausta e que a rotina das filhas...