Esportes

Após goleada, Bustos aponta atuação do Santos como "uma vergonha"

23 Jun 2022 - 08h30 | Atulizado em 23 Jun 2022 - 08h30
Após goleada, Bustos aponta atuação do Santos como

Na noite desta quarta-feira (22), o Corinthians derrotou o Santos de maneira acachapante, por 4 a 0, na Neo Química Arena, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, deixando o Peixe com uma missão quase impossível para o segundo duelo, na Vila Belmiro.

Na entrevista coletiva, o técnico Fabián Bustos, com semblante abatido e raramente olhando diretamente para as câmeras, repetiu diversas vezes o substantivo “vergonha” para definir a atuação de sua equipe em campo: Foi uma vergonha. Não sei com que cara vou olhar para os torcedores e as pessoas quando estiver nas ruas de Santos. Foi uma vergonha porque estávamos trotando em campo, não estávamos competindo, como tínhamos que competir. Uma vergonha, a pior partida do ano.”

Bustos falou na necessidade de uma mudança de atitude e citou exemplos de jogos em que a equipe teve a “sua cara”: Temos que mudar a atitude e fazer o que fizemos contra Palmeiras, Inter, Atlético-MG... Essa é a nossa equipe. Não a equipe de hoje, que foi uma vergonha. Não lembro de ter visto o que vi hoje nos meus últimos cinco ou seis anos.

O técnico não poupou críticas aos seus jogadores: Eu tinha que trocar todos (os jogadores). Estavam todos mal. Menos o Marcos Leonardo, o Braga um pouco... João Paulo, também não tinha culpa. Tinha que trocar todos (no intervalo).


Corinthians coloca um pé nas quartas de final (Foto:Reprodução/Marcello)


O próximo compromisso do Santos é sábado (25),contra o próprio Corinthians, novamente na Neo Química Arena, desta vez em partida válida pelo Brasileirão. O Peixe é o oitavo colocado no torneio, com 18 pontos. A equipe do Parque São Jorge é vice-líder com 25 pontos.

A segunda partida das oitavas de final da Copa do Brasil, acontece no dia 13 de julho na Vila Belmiro. Jogando em casa, o Santos precisa vencer por quatro gols de diferença para levar o duelo para os pênaltis, e cinco para se classificar diretamente.

Foto Destaque: A pressão aumenta para cima de Fabián Bustos. Ivan Storti/SantosTV