Cinema/TV

"Blonde": Netflix divulga data de estreia e teaser de Ana de Armas como Marilyn Monroe

17 Jun 2022 - 10h10 | Atulizado em 17 Jun 2022 - 10h10

A Netflix divulgou nesta quinta-feira (16) o primeiro teaser de “Blonde”, filme que contará a história de Marilyn Monroe. A atriz cubana Ana de Armas foi a escolhida para protagonizar o papel da lenda de Hollywood na produção, que é baseada no best-seller de mesmo nome, escrito por Joyce Carol Oates. “Blonde” chegará ao catálogo da Netflix no dia 23 de setembro.


Primeiro trailer de Blonde (Reprodução/Youtube)


O teaser, inteiro em preto e branco, mostra a personagem vivendo os bastidores da fama, que não era dos melhores. Ana de Armas surge chorando copiosamente e rezando para que uma misteriosa mulher não a abandone. Após cenas da atriz recriando grandes momentos da carreira de Monroe, entendemos que a mulher a quem ela recorre é ela mesma; sua persona pública, tratada como uma entidade a ser canalizada.

“Da infância volátil como Norma Jeane até a fama e os relacionamentos, “Blonde” mistura realidade e ficção, explorando a divisão cada vez maior entre o lado público e o lado privado”, continua o streaming na sinopse do filme, que foi gravado em Los Angeles. A produção será lançada com classificação etária NC-17, situação muito rara em Hollywood, sendo usada apenas em produções diretamente para adultos, com sexo e violência completamente explícitos.



O filme é escrito e dirigido por Andrew Dominik (“O Assassinato de Jesse James”) e começou a ser escrito em 2008, passando por várias mudanças ao longo dos anos. Segundo Domink, o filme será quase uma experiência "documental", mostrando toda a da vida da atriz. Além de Ana de Armas na pele de Marilyn, o elenco de “Blonde” ainda conta com Adrien Brody (“O Pianista”), Julianne Nicholson (“Mare of Easttown”), Bobby Cannavale (“Homem-Formiga”), Scoot McNairy (“Batman vs. Superman”) e Garret Dillahunt (“Fear the Walking Dead”).


Internauta elogia escolha de Ana de Armas para papel de Marilyn Monroe (Reprodução/Twitter)


De acordo com diretor, o longa aproveita diversas imagens de arquivo de Monroe, mas “muda o significado de todas essas coisas de acordo com seu drama interno.” “É uma espécie de filme sobre o inconsciente de certa forma. E é uma tragédia. É como uma criança indesejada que se torna a mulher mais desejada do mundo e tem que lidar com todo o desejo que é direcionado a ela, e quão confuso isso é. É uma espécie de pesadelo. É sobre estar em um carro sem freios. Está indo cada vez mais rápido e mais rápido,” afirmou o cineasta.

O diretor do Festival de Cannes, Thierry Fremaux, chegou a dizer que convidou a Netflix a exibir o longa no evento deste ano, mas que a proposta foi recusada. O filme não é a primeira produção inspirada na obra. Outro filme com o mesmo nome foi lançado em 2001, com Poppy Montgomery estrelando como Marilyn Monroe. O longa está disponível no Amazon Prime Video.

 

Foto destaque: Ana de Armas como Marilyn Monroe. Divulgação

Mais Lidas