INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

Brasil escolhe os porta-bandeiras dos Jogos Parapan-Americanos

Brasil escolhe os porta-bandeiras dos Jogos Parapan-Americanos

Mariana D’Andrea e Claudiney Batista foram escolhidos como representantes do Brasil para conduzir a bandeira na Cerimônia de Abertura dos Jogos Parapan-Americanos. Os atletas, ambos campeões paralímpicos, terão a honra de liderar a delegação brasileira em Santiago, nesta sexta (17), às 20h15 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no sportv 3. O anúncio foi feito hoje de manhã por Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Mariana, destacada no halterofilismo paralímpico, e Claudiney, bicampeão paralímpico no lançamento de disco, formarão a dupla porta-bandeira.

Brasil conquistou 124 medalhas de ouro no jogos de Lima, em 2019

O Brasil, líder do quadro de medalhas nas últimas quatro edições do Parapan, enviará sua maior delegação da história a Santiago, composta por 324 atletas, sendo 190 homens e 134 mulheres, além de 10 atletas-guias do atletismo, três Calheiros da bocha e dois goleiros do futebol de cegos. O objetivo é superar o recorde de medalhas conquistadas em Lima-2019, que totalizaram 308, incluindo 124 medalhas de ouro.


Brasil escolhe os porta-bandeiras dos Jogos Parapan-Americanos

Mariana D’Andrea com a medalha de ouro em Tóquio (Foto:reprodução/Instagram/@maah_dandrea)


Acompanhe a história de Claudiney e Mariana

Claudiney Batista, mineiro de 45 anos que teve a perna esquerda amputada após um acidente de moto em 2005, expressou sua emoção ao ser escolhido como porta-bandeira, destacando que é uma honra representar o país dessa maneira. Mariana, paulista de 25 anos com nanismo, também compartilhou sua felicidade com a nomeação, mencionando que sempre imaginou o momento de conduzir a bandeira do Brasil nos jogos.


Brasil escolhe os porta-bandeiras dos Jogos Parapan-Americanos

Claudiney durante a Parapan de Paris (Foto:reprodução/Instagram/@claudineysantos4668)


Veja qual modalidade os porta-bandeiras irão disputar

Com um histórico impressionante nas Paralimpíadas de Tóquio, Claudiney conquistou o bicampeonato no lançamento de dardo na classe F56 (pessoas que competem em cadeiras de rodas). Mariana, por sua vez, foi campeã paralímpica na categoria até 73kg do halterofilismo. Ambos os atletas têm um impressionante currículo em competições internacionais, e em Santiago, buscarão o bicampeonato Parapan-Americano nos 73kg e representarão o Brasil com orgulho.

Foto destaque: Atletas brasileiros nos Jogos Parapan (Reprodução/Marcello Zambrana)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...