INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

Com fôlego renovado e bem entusiasmado, Zé Roberto completa 20 anos na seleção brasileira

À beira da quadra já se é corriqueiro ver José Roberto Guimarães gritando, gesticulando, instruindo sem parar e ainda quase entrando em quadra durante uma partida da seleção brasileira, onde não parece que já se passaram 20 anos com ele dando um show a parte na área técnica. Nesta temporada, Zé Roberto completa duas décadas no posto de treinador da seleção brasileira de vôlei, no qual tem em seu currículo inúmeras conquistas, com dois ouros e uma prata em Olimpíadas e outras tantas lições pelo caminho. 

Mesmo após esse longo tempo no cargo, Zé Roberto se diz com o fôlego renovado e que não pensa em parar.

“Um dia vai acabar. Mas eu não gostaria que fosse agora. Gostaria que fosse mais à frente. Vamos ver. Eu não penso muito nesse final, não. Enquanto eu tiver essa força, e elas estiverem me ajudando, vambora”, disse o técnico.

Após duas décadas no comando da seleção brasileira, Zé Roberto vê diferenças em seu trabalho ao longo do tempo como treinador.

“Hoje eu sou mais light. Eu acho que fui aprendendo ao longo dos anos com elas. Eu acho que fui um técnico muito cabeçudo. Eu não via determinadas coisas. Isso faz parte de todo um contexto de melhora. Eu fiquei mais light, mais compreensivo. E acho que me tornei um técnico melhor”, disse o técnico da seleção brasileira feminina de vôlei.


Zé Roberto celebrando contra a Sérvia. (Foto: Reprodução/Getty Images)


Após a queda para a seleção dos Estados Unidos feminina na Liga das Nações, a seleção brasileira busca em setembro garantir a classificação para os Jogos de Paris no Pré-Olímpico, que será disputado no Japão, onde Zé Roberto tem mente a vontade de voltar a subir ao lugar mais alto do pódio no ano que vem.

“Pode ser que dê certo ou que não. Mas quando você começa a pensar nesse sentido e com esse objetivo, de melhorar, e vê essa energia, é um grande passo que está dando. Mas você precisa entregar a papai do céu, Ele sabe se a gente merece ou não. Precisamos continuar nosso trabalho para chegar nesse objetivo. Seria ótimo chegar a mais uma final olímpica. Mas a gente sabe o quanto é difícil chegar até ali. Depois de chegar até ali, é aquele passo maior que a gente precisa dar”, disse Zé Roberto.

Zé Roberto foi anunciado como novo treinador da seleção brasileira em 29 de julho de 2003, logo após ganhar o título da Superliga com o Osasco. Desde então, o treinador acumulou muitos títulos e se tornou o único técnico do país com três medalhas de ouro em Olimpíadas. No último ciclo, Zé Roberto deu indícios que poderia se despedir da seleção, porém a prata conquistada nas Olimpíadas de Tóquio, quando o Brasil não estava entre os favoritos, mudou o rumo e com uma nova e talentosa geração pedindo licença e enchendo os olhos do técnico, Zé Roberto decidiu permanecer e dar sequência em sua passagem na seleção brasileira feminina de vôlei.

 

Foto destaque: Comandante da Seleção Brasileira Feminina de Vôlei, José Roberto Guimarães. Reprodução/Getty Images.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...