INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

Corinthians vai à justiça por desabafos homofóbicos e pode perder pontos

O Corinthians foi autuado pelo Ministério Público do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e vai a julgamento na próxima quinta-feira (23) por gritos homofóbicos feitos por seus torcedores durante o clássico contra o São Paulo no dia 22 de maio na Arena Neo Química.

O incidente foi documentado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio na súmula do Majestoso, juntamente com o arremesso de dinheiro e isqueiro para o Reinaldo, do São Paulo, e o jogo ser interrompido no segundo tempo por causa de bandeiras.

Parte dos gritos homofóbicos da torcida corinthiana foi enquadrada no artigo 243 – G do Código de Justiça Desportiva Brasileiro, que trata de “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado ao preconceito de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou pessoa com deficiência”.


Majestoso foi marcado por homofobia (Foto: Reprodução/São Paulo FC)


Após o clássico contra o São Paulo, o presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves, abafou os gritos dos torcedores:

“Assim como eu disse racismo, as pessoas se opõem completamente a esse tipo de choro. Temos conversado com os fãs e lutado contra a homofobia. Hoje, sempre que o público cantava, a gente projetava no telão, mas o locutor do estádio silenciava porque não acreditávamos que fosse apropriado. O futebol está mudando ao longo do jogo; hoje, seguindo os avisos, o público mudou de canto. Devemos insistir para que você (a imprensa) desempenhe um papel crucial no fim de todas as formas de preconceito. Isso não faz sentido em 2022” afirmou.

Nesta mesma decisão, o Corinthians responderá às 10h da próxima quinta-feira por “não adoção de medidas capazes de prevenir e suprimir transtornos em sua praça esportiva e lançamento de itens no campo ou local do evento esportivo”. As infrações deste artigo são puníveis com multa de R$ 100 a R$ 100.000.

O clube se assumiu recentemente após ser alvo de conduta racista cometida por torcedores do Boca Juniors durante partidas em casa e fora da fase de grupos da Libertadores. Ele revelou, no momento, que havia apresentado uma reclamação formal à Conmebol.

 

Foto Destaque: Torcida do Corinthians em jogo contra o São Paulo. Reprodução/Marcos Ribolli

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...