INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

Costa Rica surpreende o Japão e embola o grupo E da Copa do Mundo

A Seleção Costarriquenha superou a goleada que sofreu da Espanha na primeira rodada e precisou de um lance para vencer o Japão por 1 a 0 neste domingo (27), pela segunda rodada da Copa do Mundo, no estádio Ahmed bin Ali. O gol de Keysher Fuller, aos 36 minutos, saiu primeira finalização a gol que a equipe realizou na competição. O resultado dá margem para a Alemanha, caso vença a Espanha, tenha chances de se classificar na última rodada, pois todos começariam com três pontos.

Em campo, um jogo pouco movimentado, principalmente no primeiro tempo. As poucas chances de gol foram resultado de um jogo muito recuado por parte da Costa Rica, que se preocupou mais em não sofrer gols e evitar o jogo ofensivo japonês do que buscar a meta adversária. No segundo tempo, mesmo com mais finalizações a gol por parte do Japão, a Costa Rica se abriu mais, contou com as defesas de Keylor Navas e aproveitou a falha defensiva dos Samurais para chegar ao gol.

 

PRIMEIRO TEMPO

A etapa em si não foi produtiva para ambas as equipes. A Costa Rica dominou a posse de bola, estando com ela em 58% do tempo, além de implantar um sistema de marcação efetivo com as linhas de cinco defensores e quatro meias. Já o Japão optou por momentos de pressão na saída de bola costarriquenha e, enquanto esteve com a bola e criando jogadas, errava passes cruciais. Em todo o primeiro tempo, os goleiros Keylor Navas e Gonda não trabalharam, pois não houve finalizações em direção ao gol.

A primeira jogada impositiva do jogo foi aos 12 minutos, quando Yamane trabalhou os passes com Doan pela direita. O camisa 8 cruzou rasteiro, mas ninguém apareceu para finalizar.

Já a Costa Richa chegou na área aos 34 minutos, quando Campbell aproveitou o afastamento da defesa japonesa após um cruzamento. No entanto, a bola passou por cima do gol, sem perigo para Navas.

SEGUNDO TEMPO

O Japão, precisando da vitória para se classificar, trouxe a fórmula que fez a equipe jogar melhor na primeira partida mais cedo: trocou Ueda por Asano no ataque, apostando assim num jogo mais rápido. Além disso, diferentemente do primeiro tempo, foram os samurais azuis que dominaram a posse de bola majoritariamente, com 72%.

Logo aos 25 segundos, uma troca de passes rápida dos japoneses e a finalização de Morita levou perigo para Keylor Navas pela primeira vez. O goleiro costarriquenho espalmou, e a defesa afastou a bola. Dois minutos depois, Asano recebeu o cruzamento na grande área, e Navas defendeu com tranquilidade.

A pressão japonesa no início da etapa seguiu aos 11 minutos com Soma, que fez jogada individual pelo lado esquerdo do campo, superou dois marcadores e arriscou a finalização. Porém, a bola foi para fora.

Mesmo com as dificuldades de parar os ataques dos samurais, a Costa Rica segurou como pôde. O Japão seguiu com mudanças na defesa, tirando o lateral Yamane para colocar o meia Mitoma para povoar a região, além de levar Junya Ito no lugar de Doan. A Costa Rica também mudou no meio, colocando Aguilera e Benette.

Os Ticos precisaram de uma falha defensiva por parte do Japão para marcar o primeiro gol na Copa – e o gol da vitória – em sua primeira finalização até aqui: aos 35 minutos, Morita errou na saída de bola japonesa, e Fuller aproveitou para conduzir a bola e finalizar por cima de Gonda. O goleiro japonês encostou na bola, mas não o suficiente para evitar o gol costarriquenho.

O técnico japonês Hajime Moriyasu colocou Minamino em campo, no lugar de Soma. Dessa forma, a equipe se tornou mais ofensiva para buscar o empate, mas não foi suficientemente efetivo.

Aos 42 minutos, Mitoma driblou Fuller pela esquerda e cruzou para a grande área. Kamada finalizou de primeira e Keylor Navas espalmou. No bate-rebate, o goleiro costarriquenho garantiu a defesa. Foi a jogada mais perigosa do Japão no jogo.


Melhores momentos de Japão 0 x 1 Costa Rica. Reprodução: Youtube/CazéTV


PRÓXIMOS JOGOS

Ambas as seleções jogam a terceira rodada no dia 01 de dezembro, às 16h (horário de Brasília), visando chances de classificação. O Japão enfrenta a Espanha no Estádio Internacional Khalifa, enquanto a Costa Rica joga contra a Alemanha no estádio Al Bayt.

 

FICHA TÉCNICA

Japão: Gonda; Yamane (Mitoma), Itakura, Yoshida, Nagatomo(H.Ito); Endo, Morita, Doan (J. Ito), Kamada, Soma (Minamino); Ueda (Asano).

Costa Rica: Navas; Fuller, Duarte, Waston, Calvo, Oviedo; Torres (Aguilera), Borges (Salas), Tejeda, Campbell (Chacón); Contreras (Benette).

Local: Ahmed bin Ali Stadium, Al Rayyan, Catar

Gol: Fuller (81′)

Cartões Amarelos: Miki Yamane (44′), Ko Itakura (84′), Wataru Endo (90′ +3); Anthony Contreras (41′), Celso Borges (61), Francisco Calvo (70′)

Árbitro: Michael Oliver (Inglaterra)

Assistentes: Stuart Burt (Inglaterra) e Simon Bennett (Inglaterra)

VAR: Jerome Brisard (França)

Quarto Árbitro: Maguette Ndiaye (Senegal)

 

Foto Destaque: Fuller comemora o gol da vitória costarriquenha sobre o Japão. Reprodução: Hannah Mackay/Reuters/R7

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...