INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

F1: veja um resumo das notícias da principal categoria do automobilismo

Nesta sexta-feira (10), o segundo treino livre para o GP do Azerbaijão, que acontece este final de semana, no circuito pelas ruas da capital Baku, terminou com a Ferrari guiada por Charles Leclerc na frente. Embora, mais cedo, no 1º treino livre a Red Bull Racing (RBR) tenha começado mais forte com Sergio Perez como o mais rápido da equipe austríaca neste primeiro dia. Posteriormente, a RBR revelou que o time sofreu muito com o efeito porpoising (saltos) provocados pela pista em seu RB18, carro da equipe taurina. “Sim, estamos sofrendo especialmente na frenagem. Pode ser muito complicado frear com esses saltos”, comentou.

Mas, ao que parece este não foi um problema exclusivo deles. O mexicano que liderou a primeira sessão, vou a equipe italiana sair na frente na segunda vez por conta disso. Também a Mercedes teve ‘dor de cabeça’ por este mesmo motivo e foi, ainda o que provocou o vazamento no carro de Mick Schumacher.

Os saltos são fruto da variação de pressão aerodinâmica, que é originada pelas mudanças técnicas no regulamento da Fórmula 1, que esta por sua vez, trouxe de volta o chamado “efeito solo” – visíveis nas câmeras de bordo de Mercedes e Ferrari.

A RBR teve um desempenho forte no primeiro treino livre, dominando a primeira metade com Max Verstappen que acabou tendo problemas com sua asa traseira móvel e, na segunda, com seu companheiro, Sergio Perez que terminou como líder deste. Na segunda e última sessão, porém, foi a Ferrari que saiu em vantagem e, apesar das tentativas, o time austríaco não conseguiu superar a rival em nenhum momento. “O segundo lugar não foi tão bom quanto gostaríamos. Tomamos algumas direções erradas, mas estávamos só explorando as opções e elas não estavam dando retorno, e não fomos capazes de resolver nossos problemas. Mas há bons dados para analisarmos esta noite”, disse Sergio Perez, vencedor da última etapa do campeonato, o GP de Mônaco.

Inclusive, falando sobre a tradicional corrida pelas ruas do principado, Lewis Hamilton deve ter se sentido, novamente, ‘em casa’ já que mais uma vez sofreu do mesmo problema, assim como de onde vive. A pista quente e com pouca aderência deu trabalho também para a octacampeã de construtores, a maior vítima da perda de desempenho pelo porpoising em 2022. “Fiquei um pouco dolorido. Estamos atingindo velocidades bem grandes no fim da pista e está pulando muito. Está igual na última corrida [em Mônaco]. E tentamos algo experimental no meu carro, mas não foi tão bom, para ser honesto. Ao menos obtivemos dados e espero que amanhã retornemos aos ajustes que mudamos” – comentou o heptacampeão.

Não é apenas pelo desempenho dos carros que os saltos provocam prejuízo. Mick Schumacher, foi o primeiro piloto que acionou bandeira amarela neste GP, o fato aconteceu após ele ter que abandonar o TL1 devido a um vazamento de água da sua Haas. Após esta sessão foi descoberto que o problema ocasionou dano no VF-22. “É a primeira vez que, fisicamente, sinto o efeito. É muito duro para o chassi e também para o carro como um todo. É algo para se pensar em eventos futuros, se voltarmos aqui, talvez pensar em recapeamento. Veremos quantos carros sobreviverão à corrida” – comentou o alemão.

Por outro lado, o atual campeão mundial (Max Verstappen) e o monegasco, Charles Leclerc, buscam ‘fazer as pazes’ com o circuito de Baku. Isto porque os atuais líderes desta temporada nunca foram sequer ao pódio neste grande prêmio. Enquanto isso, em cinco edições, o GP do Azerbaijão já teve quatro vencedores e pole positions diferentes.  

Fora das pistas

Presidente da Federação Internacional do Automobilismo (FIA), Mohammed bem Sulayem, criticou o ativismo na categoria: “Niki Lauda e Alain Prost só se importavam em pilotar. Agora, [Sebastian] Vettel anda em uma bicicleta com o arco-íris, Lewis [Hamilton] é apaixonado por direitos humanos e [Lando] Norris aborda a saúde mental. Todos têm o direito de pensar. Mas para mim, trata-se de decidir se devermos impor sobre o esporte as nossas crenças, o tempo todo” – comentou sobre o que vê como uma imposição de ideais. Vettel e Hamilton não ficaram quietos e comentaram sobre o assunto na entrevista coletiva desta sexta-feira, prévia para o GP do Azerbaijão e reafirmaram os seus compromissos em promover a conscientização no esporte.


Sebastian Vettel chegando ao paddock do GP do Azerbaijão com a sua bicicleta. (Foto: Reprodução/GE)


Chefes de Silverstone estão processando os empreiteiros que restauraram a pista da Fórmula 1 por 8 milhões de libras (R$49 milhões na cotação atual), depois que o piloto da casa, Lewis Hamilton, reclamou e classificou como “o pior trabalho de todos os tempos”. Em 2018, os chefes pagaram 2 milhões de libras (R$12 milhões) pela nova superfície. Mas a empresa contratada, a Aggregate Industries, é acusada de deixar esburacada, facilmente encharcada e “quebrar” em alguns lugares. O heptacampeão mundial falou à época que: “é a pista mais acidentada que já experimentei”.


Lewis Hamilton em coletiva de imprensa no GP do Azerbaijão. (Foto: Reprodução/GE)


Por fim, vamos terminar com uma boa notícia: logo após a Câmara dos Deputados aprovar, na quinta-feira (9), uma resolução que concedeu o título de cidadão honorário do Brasil a Lewis Hamilton, ele foi às redes sociais comemorar e agradecer. Num post com duas imagens em quem aparece enrolado com a bandeira brasileira e com uma legenda tanto em inglês como em português escreveu: “Sem palavras! Hoje eu virei cidadão honorário de um dos meus lugares favoritos no mundo. Eu não sei nem o que dizer agora. Obrigado Brasil. Amo vocês, não vejo a hora de ver vocês de novo”. Nos comentários, muitas personalidades brasileiras mandaram mensagens parabenizando o atleta e dando as boas-vindas ao novo “brasileiro”, dentre eles estão: Anitta, DJ Alok, Thiaguinho, Gabigol, Ítalo Ferreira e Pelé.  

A proposta foi de autoria do deputado André Figueiredo (PDT-CE). Como justificativa ele citou a homenagem feita pelo piloto britânico à Ayrton Senna no GP de São Paulo em 2021. Na ocasião ele utilizou um capacete com as cores brasileiras e repetiu o gesto do tricampeão ao carregar a bandeira do país em uma volta de consagração pelo autódromo após vencer a corrida. Por se tratar de um projeto de resolução da Câmara, o texto não precisa ser votado no Senado e já foi promulgado durante a mesma sessão. Por outro lado, o partido novo foi voto contrário ao projeto, em que o deputado Tiago Mitraud (MG) afirmou que Hamilton é um excelente piloto, mas que o plenário deveria ter outras prioridades.

 

Foto Destaque: Sergio Perez (RBR) nos boxes da equipe durantenos treinos livres do GP do Azerbaijão 2022. (Foto: Reprodução/GE) 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...