INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

Flamengo chega para decisão com histórico recente negativo em disputa de pênaltis

O Flamengo chega para a noite dessa quarta-feira em busca de uma vaga nas quartas de final da Libertadores, em confronto com o Olimpia. Apesar da vantagem conquistada no Maracanã, graças ao gol de Bruno Henrique, a equipe flamenguista deve considerar a possibilidade de decidir a classificação nos pênaltis.

A maior competição da América do Sul viu na noite da última terça-feira duas disputas por pênaltis, mas em território brasileiro. O Internacional eliminou o River Plate em uma disputa de 20 pênaltis, enquanto o Athletico-PR foi eliminado pelo Bolivar após perder a última cobrança da série inicial.

Histórico recente

Essa geração vitoriosa do Flamengo, que se iniciou em 2019, venceu em 4 ocasiões, de um total de 9 disputas. O histórico melhora um pouco olhando apenas para finais: foram 3 vitórias e 3 derrotas.

A sua vitória mais recente foi sobre o Corinthians, na final da Copa do Brasil de 2022. Após um empate sem gols na Neo Química Arena e um empate em 1 a 1 no Maracanã, com gols de Pedro e Giuliano, os rubro-negros levaram o título com o gol decisivo de Rodinei, contando com a sorte de Fagner e Mateus Vital desperdiçarem suas cobranças.


Rodinei com a taça da Copa do Brasil 2022 (Foto: Reprodução/Instagram/@pretinhorodi_oficial)


A sua derrota mais recente foi contra o Independiente Del Valle, na Recopa Sul-Americana. O clube equatoriano havia vencido em seus territórios por 1 a 0, e quase foi campeão no tempo normal, não fosse pelo gol de Arrascaeta no último lance. Porém, o craque uruguaio teve sua cobrança defendida e o Flamengo amargou o vice.

Decisões nacionais

A primeira disputa foi sob o comando de Abel Braga, contra o Vasco, na final da Taça Rio de 2019. Após um empate de 1 a 1, o rubro-negro garantiu o título com Vitinho, Arrascaeta e Uribe marcando, enquanto Rodinei teve sua cobrança defendida. Pelo lado do Vasco, apenas Danilo Barcelos marcou e o placar terminou em 3 a 1.

Alguns meses depois, em julho, já sob o comando de Jorge Jesus, o Flamengo caiu nas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Athletico-PR. O goleiro Santos, atualmente no clube carioca, defendeu as cobranças de Diego Ribas e Everton Ribeiro, enquanto Vitinho perdeu a dele. Apenas Cuellar converteu, enquanto apenas Bruno Nazário perdeu pelo Furacão, encerrando a série em 3 a 1.

Em 2020, o Flamengo voltaria a decidir uma Taça Rio nos pênaltis, dessa vez contra o Fluminense. Repetindo o placar de 1 a 1, o Tricolor levou a melhor nessa disputa. Gabigol e Pedro converteram, mas Willian Arão, Léo Pereira e Rafinha perderam, fechando a série em 3 a 2.

No ano seguinte, o adversário seria o Palmeiras, campeão da Copa do Brasil. Com um empate em 2 a 2 no tempo normal, a decisão foi para os pênaltis, em um total de 18 cobranças. O Flamengo garantiu o título da Supercopa do Brasil, com gols de Arrascaeta, Vitinho, Gabigol, João Gomes, Michael e Rodrigo Caio. Filipe Luís, Matheuzinho e Pepê perderam as suas cobranças. Com 3 defesas de Diego Alves, o jogo acabou em 6 a 5.

Como vice-campeão brasileiro, o Flamengo, dessa vez com Paulo Sousa, se classificou para a próxima Supercopa do Brasil, para enfrentar o Atlético-MG. Mesmo placar de 2021 no tempo normal, outro resultado nos pênaltis: 24 cobranças, com Lázaro, Vitinho, Diego Ribas, David Luiz, Gabigol, João Gomes e Léo Pereira marcando. Willian Arão, Matheuzinho, Fabrício Bruno e Hugo Souza perderam, deixando o pênalti decisivo para Vitinho, que perdeu na segunda oportunidade. 8 a 7 para o Galo

Por último, a final contra o Corinthians mencionada anteriormente. Apesar de Cássio ter defendido a primeira penalidade do rubro-negro, cobrada por Filipe Luis, o Flamengo foi campeão com gols de David Luiz, Léo Pereira, Éverton Ribeiro, Gabigol, Everton Cebolinha e Rodinei.

Decisões internacionais

A primeira disputa foi logo nas oitavas da Libertadores de 2019, contra o Emelec. Depois de uma derrota por 2 a 0, Gabigol empatou com 2 gols. Arrascaeta, Bruno Henrique, Renê e Rafinha converteram, enquanto o Emelec teve um pênalti defendido e um perdido, sendo eliminado por 4 a 2.

Na edição seguinte, também nas oitavas, o elenco comandado por Rogério Ceni foi eliminado pelo Racing, após dois empates por 1 a 1. O clube argentino abriu a série e acertou todas as cobranças, além de contar com a defesa de Matías Ibáñez no pênalti de Willian Arão, herói do tempo regular. Filipe Luís, Gerson e Pedro marcaram nessa derrota por 5 a 3.


Arrascaeta em partida contra o Independiente Del Valle (Foto: Reprodução/Marcelo Cortes/Flamengo)


A decisão contra o Independiente Del Valle, disputada em fevereiro desse ano, teve um roteiro parecido com a eliminação de 2021. O goleiro Ramírez defendeu a cobrança de Arrascaeta, que viu David Luiz, Everton Cebolinha, Gerson e Gabigol converterem. Porém, o clube equatoriano não perdeu nenhum pênalti, e venceu por 5 a 4.

 

Foto destaque: Gabigol prestes a cobrar um pênalti. Reprodução/Paula Reis/Flamengo

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...