INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

O momento histórico que a seleção de Marrocos vive

A comoção toma conta do país, que busca terceiro lugar contra a Croácia antes de voltar para casa.

A seleção marroquina fez história no Catar ao se tornar a primeira nação africana a se classificar para as semifinais de uma copa do mundo. Neste sábado (17), o time enfrenta a Croácia às 12h: 00min no horário de Brasília. O confronto é válido para a disputa da terceira colocação na competição.

O terceiro lugar não é inédito apenas para o Marrocos, mas para o continente africano, e a boa campanha do país na copa já gera diversos frutos, tanto em seu território, como fora. Além de outras nações estarem torcendo pela campanha marroquina, o desempenho da equipe teve o poder de aproximar o povo africano ainda mais do futebol.

O esporte que tem o poder de unir diferentes nações em uma competição realizada a cada quatro anos conseguiu criar uma mobilização e um sentimento de unidade, gerando comoção entre os povos marroquinos ao redor do globo.

Grande parte desse efeito não é só por ser algo inédito, mas por conta do elenco marroquino. Dos 26 jogadores escalados para jogar com a camisa de Marrocos, 14 nasceram em outros países, sendo sua maioria europeus, naturais de Bélgica, França e Espanha, por exemplo. Apesar de serem naturalizados e terem sua nacionalidade esportiva marroquina, muitos foram cobiçados pelas seleções de onde são naturais. Isso é um retrato do mundo.

A Copa do mundo que Marrocos desempenhou não só coloca o país no mapa do futebol. Os Leões de Atlas também transformaram a cultura do esporte, aproximando as mulheres ainda mais dele.

Exemplo disso foi o atacante Sofiane Boufal e o técnico da seleção comemorando a vitória do país com suas mães em campo.


Boufal e sua mãe comemorando em campo. Reprodução/Instagram 


Carolina Curvello é filha de Frederic Illouz e relembra que nunca via mulheres torcendo pela seleção marroquina nas copas.

“Eu nunca vi mulheres torcendo por futebol no Marrocos, não é algo que costumava ver muito. Sempre vi meu pai e meu avô torcendo, mas as mulheres eu nunca vi mesmo.”

Mas esse não é o primeiro grande feito de Marrocos no esporte mundial. O país tem um histórico de pioneirismos nas Olimpíadas de Los Angeles em 1984 e na Copa do México em 1986.

Nawal El Noutawakel foi a primeira mulher africana medalhista. Em 1984, nos jogos olímpicos de Los Angeles, a atleta conseguiu a medalha de ouro nos 400 metros rasos com barreira. Já em 1986, na Copa do Mundo do México, a seleção foi o primeiro país africano a passar da fase de grupos.

O Marrocos enfrenta a Croácia neste sábado, às 12h no horário de Brasília. O confronto vale o terceiro lugar na competição e será sediado no Estádio Khalifa.

 

Foto de destaque: Seleção marroquina. Reprodução/Instagram 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...