INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

São Paulo quebra invencibilidade do Palmeiras e tem vantagem para decisão do Paulistão

Nesta quarta-feira (30), o São Paulo venceu o Palmeiras na primeira partida da final do Campeonato Paulista 2022. Em casa, equipe de Rogério Ceni, acumulou o placar de 3×1, quebrando a invencibilidade do rival, e segue com vantagem para o jogo de decisão, que acontece no próximo domingo (03), às 16h (horário de Brasília), no Allianz Parque. Confira tudo que aconteceu durante a partida:

Primeiro tempo

Diante de sua torcida, o São Paulo começou pressionando a equipe palmeirense, permanecendo no campo de ataque e buscando maneiras de furar a defesa dos visitantes. Com a pressão, o Palmeiras usou a velocidade para reverter a situação. Aos 3 minutos Dudu pela direita virou o jogo e mandou para Piquerez bater cruzado, mas a zaga tricolor desviou a bola para escanteio. Os mandantes, recuperaram a posse e aos 7 minutos, Alisson fez um lançamento pela direita e Carelli tentou o desvio, mas o lance foi para fora.

A partida passou a ser equilibrada no meio da primeira etapa, Raphael Veiga pelo Palmeiras tentou marcar, mas sem sucesso e, do lado são-paulino, Alisson mandou uma bola na trave palmeirense em jogada perigosa. Em seguida, após passe de Veiga, aos 20 minutos Rony tentou concluir a jogada, mas a bola seguiu para as mãos do goleiro adversário. Com o domínio, Piquerez armou duas jogadas perigosas na área de ataque alviverde, mas logo os donos da casa recuperaram a posse de bola.

Ao questionar o árbitro sobre a decisão diante de uma movimentação perigosa, o técnico palmeirense Abel Ferreira ganha cartão amarelo, Patrick que estava no banco do São Paulo e pressionou o 4° árbitro, também leva cartão. Ainda no primeiro tempo, o Palmeiras consegue equilibrar o jogo e o Alviverde buscou explorar a zaga do São Paulo.

Nos acréscimos de 5 minutos, o VAR comandado por José Claudio Rocha Filho, chamou o árbitro Douglas Marques, para checagem de um possível pênalti, na jogada após cruzamento a bola teria batido na mão de Marcos Rocha, do Palmeiras. Após análise, o árbitro marcou o pênalti para o São Paulo.

No último lance do primeiro tempo, Carelli foi escolhido para a cobrança de pênalti, encarou o goleiro Weverton, correu para a bola e ao chutar no lado direto do goleiro, aos 50 minutos marcou o primeiro gol do São Paulo na partida.


São Paulo quebra a invencibilidade do Palmeiras (Foto: Reprodução/Twitter São Paulo FC)


Segundo tempo

A segunda parte da partida foi marcada pela pressão são-paulina tentando efetivar um ataque, enquanto o Palmeiras estava mais cauteloso. Mas aos 9 minutos, um passe errado de Raphael Veiga, deu contra-ataque para o São Paulo, que ganhou escanteio. Após a batida de escanteio, a bola acaba deixando o campo de ataque e voltando para a defesa tricolor.

Com pressão e disputa de bola, aos 11 minutos mais um cartão amarelo surgiu, dessa vez para Rodrigo Nestor, do São Paulo, após ter dado uma forte entrada em Piquerez. Mais tarde, aos 15 minutos Diego ganha cartão amarelo após falta marcada em cima de Gustavo Scarpa, do Palmeiras.

O Palmeiras volta a pressionar, para tentar se infiltrar no campo de ataque e criar tentativas. Mas o São Paulo dominou o jogo novamente e aos 18 minutos, após escanteio, a bola é desviada na área, Nestor ajeita e cruza para Pablo Maia, que chuta de fora da área e faz um golaço, marcando o segundo do São Paulo. Após substituições nas duas equipes, Nestor avança e fica livre no ataque em posição regular, chuta ao gol, mas a bola foi para fora.

Em meio a tantas tentativas, Nikão, que entrou no lugar de Alisson, do Tricolor, cobra escanteio aos 36 minutos e com cruzamento na grande área, um desvio na primeira trave do Igor Gomes, fez a bola encontrar Carelli na segunda trave, que marca o terceiro gol do São Paulo. Minutos mais tarde, aos 39, em cobrança de falta, Raphael Veiga manda a bola para longe da barreira e vai direto para o gol, marcando o único gol do Palmeiras.

Já nos acréscimos, Veron faz entrada em Rafinha e ganha amarelo. A partida marcada por pressão, termina sem novas tentativas de ataque.

Decisão no Allianz

No próximo domingo (03), o segundo jogo da final do Paulistão será no Allianz Parque. O São Paulo chega com vantagem no placar, mas o Palmeiras terá ao seu lado sua torcida e a vantagem de estar em casa. A equipe de Abel Ferreira, precisa de 2 gols de diferença no placar, para levar a decisão aos pênaltis. Para conquistar o campeonato sem pênaltis, é necessário ganhar com uma diferença de 3 gols do rival.

Após a partida, em entrevista Raphael Veiga comentou sobre o gol que marcou e mostra confiança no time Alviverde. “Esse gol dá um gás, é um gol a menos que a gente precisa fazer. A gente tem a confiança no nosso time, não está nada perdido”, declara.

Sobre a vitória Tricolor, Carelli reconhece a importância do resultado para o segundo jogo, mas demonstra cuidado. “Temos uma boa vantagem, mas ainda não está nada decidido”, diz.

Foto Destaque: Carelli, jogador do São Paulo, comemora gol. Reprodução/Twitter São Paulo FC.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...