INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Esportes

Veja como funcionará a SAF do Atlético-MG

Veja como funcionará a SAF do Atlético-MG

A Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Atlético-MG está em operação desde o dia 1 de novembro. Foi divulgado em entrevista coletiva pelo CEO da SAF do Atlético, Bruno Muzzi, como será o novo modelo de administração do futebol do clube para 2024 e metas a serem alcançadas.

Dívidas do Galo

No último mês, o Atlético-MG teve suporte de R$ 506 milhões da SAF, a maior parte do dinheiro será investido no pagamento de dívidas do clube. Há estimativa que a dívida seja cerca de R$ 1,8 bilhão sendo: R$ 440 milhões da Arena MRV; R$ 300 milhões de Profut; R$ 600 milhões com banco; R$ 160 milhões em dívidas trabalhistas, acordos na Justiça; R$ 300 milhões com Rubens Menin/Ricardo Guimarães. A última dívida com Rubens e Ricardo já foi abatida, o valor total deve está atualizado em R$ 1,5 bilhão. “Minha missão para 2024 é estancar essa situação e continuar a fazer as amortizações que a gente tem planejado. Se a gente consegue estrutura isso, estancar isso, eventualmente podemos ter um novo aporte que pode acelerar ainda mais essa amortização na nossa dívida”, afirmou o CEO da SAF, Bruno Muzzi.

Novo modelo de administração do futebol do clube

A Associação permanecerá com 25% (sede administrativas e clubes sociais) e os 75% com a Galo Holding (futebol, Arena MRV e Cidade do Galo).

Segundo Muzzi, o Conselho de Administração será composto por 9 membros “Sete da Galo Holding (Rubens Menin, Ricardo Guimarães, Renato Salvador, Gustavo Drummond, Daniel Vorcado e Marcelo Patrus) e dois da associação, o presidente e vice-presidente (hoje, Sérgio Coelho, candidato à reeleição no fim do ano, e José Murilo Procópio)” , explicou Muzzi.

O CEO também falou sobre o Compliance e o Conselho Fiscal, “Um órgão muito importante. É liderado pelo Sérgio, tem a participação do Rodrigo Caetano (diretor de futebol), a minha, do Renato (Salvador), Ricardo (Guimarães) e Rafael (Menin)”.

Foram enumerados cinco pilares para a SAF do Atlético no próximo ano, “Eu coloco como metas pessoais. A mais importante que a gente não vem executando há muitos anos é um resultado operacional positivo. Temos bastantes metas quebradas dentro disso, como redução de custos e crescimento de receita. A gente precisa desse resultado operacional positivo”, afirmou Muzzi.


Organograma SAF Atlético-MG — Foto: Reprodução / Atlético-MGOrganograma SAF Atlético-MG (Foto: reprodução/Atlético-MG)


Os departamentos em que Bruno Muzzi, CEO da SAF do clube é designado são: administrativo e financeiro; futebol, operações, institucional e comunicação; jurídico; negócios e marketing; infraestrutura; inovação.

Foto destaque: Arena MRV. (Reprodução/Pedro Souza/ fotógrafo Atlético-MG)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...