INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Health

Saiba como se alimentar corretamente em caso de diarreia

A desidratação é a primeira condição que deve ser evitada em caso de diarreia. Especialistas recomendam o consumo de bastantes líquidos como água, água de coco e isotônicos, para manter o corpo hidratado. Essa é uma das maneiras de conseguir uma recuperação mais rápida, principalmente quando os afetados são crianças e idosos.


Busque uma rotina alimentar saudável para amenizar os sintomas da diarreia. (Foto: Reprodução/Jornal da Franca)


“[A diarreia] é considerada um dos sinais de patologias mais comuns da humanidade, com impacto social elevado, uma vez que é a terceira causa de óbito em crianças com menos de 5 anos de vida, sendo o seu manejo adequado fundamental para a diminuição da mortalidade infantil”, afirmam os pesquisadores e autores do estudo da UPF e da Unoesc (Victor Kuiava, Ana Thereza Perin e Eduardo Chielle, autores desse estudo).


Estudos apontam que a diarreia é um dos sinais patológicos mais comum na humanidade. (Foto: Reprodução/Drogaria Santo Remédio)


Além disso, casos tendem a aumentar devido às condições precárias de vida. De acordo com a Unicef, quase 60% das mortes por diarreia são consequência de acesso precário à água encanada, problemas de higiene e saneamento básico precário.

O ideal para realizar uma dieta que tenha como objetivo a recuperação de uma diarreia é consultar um médico, pois existem especificidades individuais que podem variar de pessoa para pessoa. Portanto, é importante informar-se com um médico para que possa ser considerado o histórico de saúde, idade e a situação do quadro da pessoa.

Alimentos gordurosos, apimentados, fritos e doces, além de sucos, bebidas alcóolicas e alimentos integrais ou com fibras dietéticas insolúveis (como feijão e trigo integral), são exemplos de comidas que devem ser evitados nesta situação em questão. 


Apesar das pessoas perderem o apetite durante a diarreia, é fundamental continuarem se alimentando. (Foto: Reprodução/El Confidencial)


A lista dos “não recomendados” inclui: Bebidas alcoólicas, com cafeína ou gaseificadas; açúcares e adoçantes; leguminosas; azeites e óleos; pimentas; pães integrais e/ou com semente; especiarias como páprica; doces e guloseimas; fibras; castanhas; frutas com casca; abacate; farinha integral; sementes e bagaços; queijos gordos e maturados; cevada e centeio; ultraprocessados; refinados; comidas que dão efeito laxante; sucos têm alto nível de frutose; laticínios.

Frango sem gordura, peixe (não gorduroso), carne magra, arroz branco, maçã sem casca, cenoura, batata, caldo de feijão e banana são alimentados chamados “obstipantes”, os quais são indicados para todas as pessoas, com o objetivo de aliviar ou não agravar os sintomas.

Retomando o quesito de hidratação, o Ministério da Saúde divulgou uma receita que popularizou-se com o tempo. A indicação diz que deve misturar um punhado de açúcar e uma pitada de três dedos de sal em 200ml de água filtrada e fervida.

Foto Destaque: Se alimente de forma correta em caso de diarreia. Reprodução/Viva Mais Viva Melhor

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...