INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Moda

Após décadas de colaboração, Virginie Viard deixa a Chanel

A notícia surpreendeu a todos e gera rumores sobre quem a substituirá na direção criativa da maison

Virginie Viard
Foto destaque: Virginie Viard deixa a Chanel após 37 anos de colaboração (Foto: reprodução/Christophe Archambault/Getty Images Embed)

A maison francesa Chanel, anunciou a saída da designer Virginie Viard nesta quarta-feira (05), depois de uma colaboração de 37 anos. A estilista galgou vários cargos na Chanel durante sua carreira, chegando a ser uma das pessoas mais importantes da marca ao lado de Karl Lagerfeld, que a chamava de “não apenas o braço direito, mas também o esquerdo”. A notícia surpreende pois a estilista recebeu elogios por seu trabalho à frente da direção criativa da maison nos últimos cinco anos. Rumores surgem sobre o que teria acontecido e nomes como Hedi Slimane, Pierpaolo Piccioli e Sarah Burton são cotados para assumir o cargo.

A saída de Viard

As equipes de design da Chanel foram comunicadas sobre a saída de Viard sem qualquer aviso prévio. Depois, a marca fez um anúncio oficial, sem mencionar qualquer motivo que pudesse ter levado a tal decisão e agradecendo Viard por seu trabalho na marca.

“A Chanel confirma a saída de Virginie Viard após uma rica colaboração de cinco anos como Diretora Artística de coleções de Moda, durante os quais conseguiu renovar os códigos da Maison respeitando a herança criativa de CHANEL, e quase trinta anos dentro da Maison. Chanel gostaria de agradecer a Virginie Viard pela sua notável contribuição para a moda, criatividade e vitalidade da CHANEL. Um novo capítulo está se abrindo para o Chanel Mode. Estamos confiantes na capacidade das equipes em garantir a continuidade das coletas neste período de transição. Uma nova organização criativa para a Casa será anunciada oportunamente. A coleção de Alta Costura Outono-Inverno 2024/25 será apresentada conforme planejado no dia 25 de junho na Ópera Garnier”.

Virginie Viard assumiu o posto de diretora criativa após o falecimento de Karl Lagerfeld, estilista que ajudou a Chanel a se tornar uma máquina de moda bilionária. Ela foi a primeira mulher a comandar a maison após a própria fundadora da marca, a icônica Gabrielle “Coco” Chanel. Sob o comando de Viard, a marca de luxo francesa bateu um recorde de vendas em 2023, com lucro líquido de R$24 bilhões.


Virginie Viard foi uma das pessoas de maior confiança de Karl Lagerfeld na Chanel (Foto: reprodução/Pascal Le Segretain/Getty Images Embed)


Neta de produtores de seda de Lyon, Virginie Viard teve contato com o mundo das matérias-primas e a costura desde criança. A carreira no mundo da moda aconteceu meio que por acidente, já que Viard havia estudado design teatral na Theatre Design at the Cours Georges. Ela estagiou para Dominique Borg e trabalhou um tempo para a Chloé, época na qual criou figurinos para dois filmes nos anos 90. Viard começou sua colaboração com a Chanel em 1987, ainda como estagiária. Ela cresceu na label e com paixão pelo acervo histórico da Chanel, deu vida aos designs extravagantes de Lagerfeld como sua diretora de estúdio por 20 anos. Até o momento desta publicação, Viard ainda não reagiu publicamente ao anúncio da maison.

Quem pode assumir o cargo

Uma pergunta que permaneceu na mente de todos após o anúncio da saída de Viard é quem poderá assumir o cargo na direção criativa da Chanel. As escolhas são várias, o que gera especulações na internet. Um dos palpites mais fortes é Pierpaolo Piccioli, estilista romano que anunciou sua saída da Valentino recentemente, em março deste ano. Conhecido por seus designs de haute couture carregados de dramaticidade, o designer passou 25 anos na casa, deixando uma imanente marca na história da Valentino.


Pierpaolo Piccioli é um dos nomes mais fortes para assumir o cargo na Chanel, segundo rumores (Foto: reprodução/Pascal Le Segretain/Getty Images Embed)


Outros nomes cotados são o de John Galliano, um dos couturiers mais célebres na história da Dior e Haider Ackermann, conhecido por seus cortes refinados e sutis. Um designer que não está disponível no mercado, mas segundo publicações especializadas, estaria disposto a negociações, seria o francês Hedi Slimane, que já foi diretor criativo da Yves Saint Laurent e da linha masculina da Dior. Estilistas femininas também estariam no páreo, como a britânica Sarah Burton, que saiu da Alexander McQueen no final do ano passado. Mas a Chanel tem negado constantemente todos os rumores sobre quem assumirá o cargo, restando apenas esperar o que a maison anunciará no futuro.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...