INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Moda

Armani promete banir lã de angorá na próxima temporada de inverno

O Grupo Armani anunciou na última quarta-feira (02) que banirá o uso da lã de angorá a partir da próxima temporada de outono/inverno 2023. A grife de luxo italiana agora se une a marcas como Gucci, Burberry, Zara e H&H, que baniram a utilização do tecido macio proveniente de coelhos vivos buscando uma maior consciência ambiental.

O item agora se junta à lista de materiais que estão excluídos pela política antipeles da empresa.  A decisão segue a pressão sofrida por empresas da indústria da moda e beleza de organizações pelos direitos dos animais e de consumidores que buscam produtos que não exijam a participação de animais, sejam em teste ou atividades relacionadas à fabricação do produto.


Coleção de verão 2022 da Empório Armani. (Foto: Reprodução/ Ansa/Daniel Dal Zennaro)


“Tenho o prazer de anunciar “a retirada “da lã de angorá de todas as coleções do grupo,” no interesse de “proteger a natureza”, disse o estilista Giorgio Armani durante o anúncio oficial.

“A porcentagem de roupas com lã de angorá é muito baixa e planejamos substituí-las por materiais [que atendam] aos padrões mais rígidos em termos de bem-estar animal”, disse uma porta-voz do grupo em entrevista.

Em novembro passado, a organização não governamental PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais), anunciou que a Farfetch, plataforma digital de moda que reúne marcas e designers de luxo, não venderá mais peças produzidas com o tecido da lã de angorá a partir de abril de 2022. Em 2013 a organização havia lançado um boicote as peças produzidas com lã de angorá, acusando os produtores chineses da crueldade animal durante o processo de extração das peles dos coelhos.

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Algumas-novidades-da-semana-do-mundo-da-moda-segundo-a-Vogue

https://inmagazine.ig.com.br/post/Justin-Bieber-e-novo-rosto-da-marca-Balenciaga-e-chama-atencao-com-seu-look

https://inmagazine.ig.com.br/post/Pecas-das-celebridades-para-apostar-no-verao


Desde 2016 a Giorgio Armani vem anunciando a renúncia no uso de qualquer tipo de pele de origem animal em suas linhas de roupas e calçados, garantindo que hoje em dia há no mercado alternativas sustentáveis que não necessitem de sofrimento animal. Três anos depois, a maison assinou o “Pacto da Moda” junto com outros líderes do mercado fashion que busca um posicionamento das marcas para lidar com as mudanças climáticas.

 

Foto destaque: Logo da Giorgio Armani. Reprodução/ Arnd Wiegmann/Reuters

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...