INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Money

Bancos dos Estados Unidos revelam a robustez do setor no país em divulgação de resultados

A divulgação dos resultados operacionais do segundo semestre de alguns dos principais bancos dos Estados Unidos, nesta sexta-feira (14), revelaram a robustez do setor frente à crise bancária que atingiu outras grandes instituições nos últimos meses. A alta dos juros e os primeiros sinais de recuperação de perdas no nicho de investment banking explicam o aumento nas receitas. Mesmo assim, as empresas financeiras não desligaram o farol de alerta sobre possível “estresse” entre os consumidores e riscos de perdas no mercado imobiliário. Na visão dos bancos, a saúde financeira dos consumidores ainda se mantém, mas alertam de que os gastos estão caindo e que as dívidas podem aumentar.

O JPMorgan e Wells Fargo apresentaram aumentos significativos nos lucros em razão da receita líquida de juros, que mede a diferença entre o que os bancos arrecadam com empréstimos e o que pagam pelos depósitos em conta feitos pelos clientes. O J.P. divulgou um lucro líquido de 14,5 bilhões de dólares no 2º trimestre deste ano, um aumento de 67% em relação ao mesmo período do ano passado. Já o Wells Fargo não ficou para trás e apresentou um crescimento de 57% em suas receitas. No entanto, os investidores mantiveram cautela em relação aos dois, com os papéis do J.P. subindo apenas 0,5% e as do Wells se mantendo estáveis.


Indices financeiros. Reprodução/Pixabay


Mas nem todo mundo conseguiu remar na mesma onda. O Citigroup, em movimento contrário, apontou uma redução de 36% no lucro do segundo trimestre. A queda se explica pelos negócios comerciais que não obtiveram o resultado esperado, derrubando outros  ganhos provenientes da gestão de patrimônio e de serviços bancários pessoais. O valor apurado foi de US$ 2,92 bilhões contra US$ 4,55 bilhões no mesmo período de 2022. As ações do banco caíram cerca de 2%.

Os principais índices financeiros dos Estados Unidos foram puxados para cima após a divulgação dos balanços das gigantes bancárias do país. O Dow Jones teve variação positiva de 0,09% no começo do pregão e registrou 34.425,33 pontos. Já S&P 500 apresentou um percentual parecido, de 0,10%, e registrou 4.514,61 pontos. O Nasdaq Composite foi quem protagonizou a maior variação na abertura do mercado, com 0,20% e 14.166,66 pontos.

Foto destaque: Prédio do J.P Morgan. Reprodução/Finextra

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...