INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Money

Frota de carros elétricos: 99 fecha parceria com BYD

A maior concorrente da Uber, 99 vem tomando cada vez mais destaque no cenário de transporte urbano. Agora, a empresa está disparando com sua esteategia de incentivar a adoção de veículos elétricos na sua frota do território brasileiro e diz ter planos de alcançar mais de 300 carros com essa função até o final deste ano.

A companhia é liderada pela gigante chinesa DiDi Chuxing, que também acertou uma parceria com a chinesa BYD para para começar testar a parte desta semana na cidade de São Paulo com um carro elétrico da marca desenvolvido, segundo as empresas, especificamente para o uso por motoristas de aplicativo de transporte urbano.

A BYD é uma das maiores empresas de fabricação de veículos elétricos mundialmente em vendas unitárias e uma parceira importante da DiDi na China, que já possui 1 milhão de veículos elétricos e híbridos cadastrados em sua plataforma no país asiático, disse o diretor de inovação de 99, Thiago Hipólito.


Caoa Chery (Reprodução/UOL)


Queremos replicar isso no Brasil…O que vimos é que a adoção maciça do carro elétrico na China passou pelo motorista de aplicativo e isso gerou uma demanda natural pela infraestrutura”, disse Thiago.

A 99, cuja a unidade de inovação DriverLAB tem um orçamento de investimento neste ano de R$ 100 milhões e de R$ 250 milhões nos próximos 3 anos, tem como foco conseguir mais motoristas para sua plataforma e o carro elétrico é o atrativo para a empresa conseguir isso.

Segundo a companhia, que já fez testes com outros carros da sino-brasileira Caoa Chery, o veículo da DYB a ser testado em São Paulo, D1, tem autonomia para percorrer 370 quilômetros e recursos como espaço ampliado para passageiros. Por ser elétrico, pode gerar uma economia de custo aos motoristas da ordem de 80%, incluindo combustível e manutenção, disse o executivo.

Segundo Hipólito, a intenção não é que a 99 compre carros elétricos da montadoras para colocar na plataforma, mas facilitar a sua instalação via aluguel pelos motoristas junto a locadoras dado o preço salgado desses modelos no país. O D1, por exemplo, tem um preço no varejo na cerca de 270 mil reais, disse a montadora. A meta da empresa é alcançar até o final do ano um valor maior que 300 carros elétricos.

 

Foto em destaque: Motorista da 99 (Reprodução/UOL)