INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Money

Número de trabalhadores autônomos bate recorde em 2022

O “trabalhar por conta própria” se tornou alternativa mais viável para muitos brasileiros e residentes que perderam os empregos por conta da crise de desemprego na pandemia; essa mesma alternativa foi a razão de estabilidade de muitas pessoas que buscavam uma renda extra ou principal.

O número de registro, no entanto, é relativamente baixo, já que a cada quatro brasileiros que trabalham de maneira autônoma, apenas um tem o negócio cadastrado na receita federal.

O rendimento de um trabalhador que vive de negócios autônomos é de R$ 2.021 por mês; isso calcula-se em 3% a menos do que no mesmo período no ano passado, sendo esse o menor rendimento dos últimos 5 anos.


                                              Gráfico levantado pelo IBGE. Reprodução/G1

 


 

O IBGE afirma que a inflação vem causando a queda de renda.

 “Você tem um contingente maior de trabalhadores, porém trabalhadores com menores rendimentos. E isso somando-se a isso o próprio processo inflacionário contribuindo para perda em termos reais desse rendimento”, explica Adriana Beringuy, coordenadora de pesquisas por amostra de domicílio (IBGE)

 

Segundo o economista, Renan Pieri, acredita que o aumento do trabalho autônomo é sintoma da falta de fôlego da economia.

O número de empregos sem carteira assinada bateu recorde em 2022; os trabalhadores sem carteira assinada (ou autônomos no geral), costumam ser contratados como pessoas jurídicas, que difere do emprego com carteira assinada, já que o profissional PJ não tem direitos trabalhistas como o 13º salário, seguro-desemprego e FGTS.

O número de empregados sem carteira assinada no setor privado se localiza em 12,5 milhões de pessoas no trimestre terminado em abril, segundo dados ds Pnad do IBGE. É simplesmente o maior número da série histórica da pesquisa; foram incluídos 2,2 milhões de pessoas nessa condição – alta de 20,8%. Enquanto isso, o número de trabalhadores por conta própria (25,5 milhões de pessoas) subiu 7,2% no ano, com a inclusão de mais 1,7 milhão de pessoas.

 

 

Foto em destaque: Exemplo de trabalho autônomo. Reprodução/Portal Contábeis. 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 12 =

Advertisement

News