INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Mundo Animal

Carro ou avião: qual é a forma mais segura para transportar Pets?

A viagem tornou-se frequente para cães e gatos, refletindo o aumento de sua população e variadas razões para deslocamentos, como mudanças e férias.

Dados pré-pandemia mostram que, em 2019, mais de 150 mil pets viajaram de avião no Brasil, uma cifra que diminuiu ligeiramente em 2020.

Apesar da falta de dados centralizados para o transporte rodoviário, a MooviPet, líder em transporte de pets, viu um aumento significativo de viagens, de 2 mil em 2019 para 6.2 mil em 2020.

Contrariamente à preferência humana pelo ônibus, os pets viajam mais de avião, apesar dos desafios e burocracia.

Contudo, o transporte rodoviário para cães e gatos, representado pela MooviPet, oferece uma opção mais adequada, com vantagens como presença humana, controle de ansiedade e protocolos de segurança, proporcionando uma experiência mais segura e confortável para os animais.

Este cenário tem evoluído, com a MooviPet sendo a única especializada em viagens rodoviárias para pets registrada na ANTT, destacando-se das viagens aéreas majoritariamente realizadas pelas companhias AZUL, GOL e LATAM.

Por que o modal rodoviário com os ônibus é mais adequado que os aviões



Animais dependem de humanos para suas necessidades básicas e conforto emocional, sendo especialmente vulneráveis à ansiedade em situações desconhecidas, como viagens.

Diferente dos humanos, eles não compreendem o propósito das viagens, o que pode gerar insegurança e estresse ao se afastarem de seu ambiente familiar e enfrentarem novidades em termos de sons, cheiros e seres vivos.

Reconhecendo essas diferenças, a MooviPet equipa seus veículos com tecnologias e recursos para assegurar o conforto e a segurança dos pets, similares às comodidades oferecidas em transportes humanos, como banheiros e sistemas de som.

Além disso, o serviço permite monitoramento constante, oferecimento de carinho para minimizar a ansiedade, e resposta rápida a emergências, tornando o transporte rodoviário uma opção consideravelmente adequada para os animais.

Como é o local onde os Pets viajam?

Animais podem viajar em cabines ou porões de aviões. Na cabine, apenas animais até 10 Kg e cães guia ou de suporte emocional são permitidos, ficando em caixas de transporte sob os assentos, com várias restrições.

No porão, eles são alocados no compartimento bulk, sem iluminação, suporte ativo ou monitoramento, apesar de ventilado e com temperatura controlada.

Após incidentes em 2021, a LATAM revisou seus protocolos para o transporte de animais.

Alternativamente, a MooviPet oferece viagens em “PetBus” adaptados, com tecnologias “low stress” como musicoterapia, cromoterapia, e controle de temperatura, visando o conforto e a segurança dos animais, minimizando estresse e ansiedade durante a viagem.

Como é o suporte e a manipulação dos animais antes, durante e após as viagens?



Em aviões, comissários atendem necessidades humanas como banheiros e alimentação, com ajustes personalizados de ventilação e vista para paisagens.

Há suporte emergencial e assistência para pessoas com necessidades especiais.

Contudo, essa infraestrutura não se estende aos pets, faltando protocolos para suas necessidades básicas e cuidados com alimentação e hidratação.

O manejo dos pets é feito por operadores de carga, diferentemente na MooviPet, onde motoristas treinados em auxílio veterinário cuidam dos animais.

A MooviPet proporciona paradas regulares para necessidades fisiológicas, alimentação e hidratação, reduzindo o estresse do confinamento.

Como são os protocolos para as viagens com animais?

A segurança nos transportes de pets pelas companhias aéreas e pela MooviPet varia significativamente.

Enquanto os procedimentos aéreos, incluindo medidas de emergência como o fechamento automático de entradas de ar em caso de fumaça, são projetados com foco na segurança humana, deixando os pets vulneráveis, a MooviPet implementa protocolos específicos desde o início da viagem, baseados nas necessidades individuais dos animais, conforme as orientações dos tutores.

Incidentes, como o acidente da Japan Airlines, ressaltam a priorização da vida humana em detrimento dos animais nas práticas aéreas.

Em contraste, a MooviPet, com o apoio de veterinários e motoristas treinados, adota uma abordagem preventiva, monitorando ativamente o bem-estar dos pets e intervindo quando necessário, um método que enfatiza a segurança animal e exemplifica um movimento crescente em transportes para pets.

Horas nas estradas: não interferem na segurança?

O tempo é crucial na segurança das viagens, mas não é o único fator. Falhas humanas e a não adesão aos protocolos de segurança podem levar a problemas sérios rapidamente.

As viagens da MooviPet são, em média, duas vezes mais rápidas devido às rotas programadas sem desvios desnecessários, com embarques e desembarques ocorrendo somente em terminais.

Para maior conveniência, “táxis dogs” são oferecidos como solução para quem está distante dos terminais.

Um incidente lamentável com o golden Zyon, que não sobreviveu a uma viagem curta devido a falhas na manipulação, destaca a importância da atenção a esses detalhes.

Há alguma regulamentação específica para garantir segurança nas viagens?

A necessidade de atualização legislativa para atender às demandas dos animais que viajam é evidente.

Assim como ocorre nos voos com humanos, onde a preparação do pessoal para utilizar equipamentos e lidar com situações de emergência é crucial, protocolos de segurança emergenciais devem ser estabelecidos.

Regulamentação no Transporte Aéreo:

O transporte aéreo de animais é uma atividade complexa, envolvendo planejamento e responsabilidades de diversas partes, desde os proprietários dos animais até veterinários, funcionários do aeroporto e companhias aéreas.

O manual Live Animals Regulations (LAR) da IATA fornece todas as informações e procedimentos necessários para garantir que o transporte aéreo de animais seja realizado com segurança, conforto e bem-estar.

Além disso, a IATA desempenha um papel fundamental na normatização de vários procedimentos operacionais no transporte aéreo, abrangendo desde transporte de produtos perecíveis até carga perigosa e transporte de animais, entre outros.

Regulamentação no Transporte Terrestre:

No entanto, no transporte rodoviário, não existe uma regulamentação específica que estabeleça regras claras de segurança para os transportadores de animais, como cães e gatos.

As normas previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) abordam essas questões de forma superficial.

Qualidade dos veículos e teste de colisão

A fabricação e os testes voltados para a segurança em carros e aviões diferem significativamente devido às características específicas de cada meio de transporte. Vamos analisar algumas das principais diferenças:

Vans e ônibus têm uma estrutura mais flexível em comparação com os aviões. Geralmente, são feitos de materiais como aço, alumínio e plástico reforçado, priorizando a absorção de impactos em acidentes de trânsito.

Ambos os meios de transporte são submetidos a regulamentações rigorosas, mas as abordagens específicas variam de acordo com as características e os desafios associados a carros e aviões. A segurança é uma prioridade máxima em ambos os casos, mas os métodos de teste e as considerações de design são adaptados às necessidades específicas de cada meio de transporte.

Nos carros, os conhecidos crash tests, ou testes de colisão, são bem comuns. O teste de colisão é um procedimento no qual um veículo é submetido a uma batida controlada, simulando condições reais de um acidente.

O objetivo é avaliar como a estrutura do carro, os sistemas de retenção e outros componentes de segurança respondem a forças extremas.

Esses testes são fundamentais para garantir que os veículos atendam aos padrões de segurança exigidos por regulamentações governamentais e para proporcionar aos consumidores informações cruciais sobre o desempenho em caso de acidentes.

Por isso, é importante a manutenção e a tecnologia dos veículos, a preparação dos motoristas e a utilização de equipamentos de segurança de qualidade, principalmente em viagens mais longas.

Garantindo a Segurança dos Animais em Viagens: Uma Responsabilidade Compartilhada

Viajar sempre traz consigo um elemento de incerteza, tanto para os humanos quanto para os nossos amados animais de estimação.

A triste realidade é que, assim como as pessoas, os animais também enfrentam riscos durante as viagens. No entanto, é uma realidade que pode ser evitada em grande parte, especialmente quando se trata de transportadoras terrestres e companhias aéreas comprometidas com o bem-estar animal, como a MooviPet.

É crucial reconhecer que animais, assim como pessoas, podem possuir comorbidades e necessitam de cuidados específicos antes de embarcar em uma jornada.

Os animais, em particular, são mais suscetíveis a ansiedade e medo, e muitas vezes não recebem a atenção médica necessária antes de uma viagem, expondo-os a riscos potenciais.

Quando tragédias ocorrem, a busca por culpados é compreensível.

Devemos focar em melhorias que possam ser implementadas para garantir a segurança dos animais durante as viagens:

Oferecer treinamento adequado aos funcionários envolvidos no transporte, capacitando-os no manuseio responsável dos animais e na condução segura dos veículos.

Garantir que os veículos atendam aos padrões de segurança e proporcionem acomodações confortáveis e adaptadas a diversas espécies.

Estabelecer um sistema de monitoramento constante durante a viagem, assegurando o bem-estar dos animais e identificando qualquer problema de forma rápida e eficiente.

Adesão rigorosa aos padrões de segurança para o transporte de animais, incluindo o uso de equipamentos adequados, como caixas de transporte seguras e cabines bem ventiladas.

Desenvolver e implementar Procedimentos Operacionais Padrão abrangentes, cobrindo todas as fases do transporte de animais para garantir consistência e qualidade nos serviços prestados.

Estabelecer um sistema robusto de responsabilidade e prestação de contas, assegurando que todas as partes envolvidas cumpram os protocolos e padrões estabelecidos.

Buscar oportunidades constantes de aprimoramento nos serviços oferecidos, com foco na segurança e conforto dos animais.

Manter uma comunicação transparente com os proprietários dos animais, fornecendo informações detalhadas sobre o processo de transporte, cuidados tomados e instruções adicionais, se necessárias.

Há muito a ser feito para aprimorar a experiência e a segurança dos animais durante as viagens.

Todo esforço preventivo é bem-vindo, e as empresas têm a responsabilidade compartilhada de garantir que nossos amigos de quatro patas possam viajar com segurança e conforto.

É uma missão que exige comprometimento, treinamento constante e uma cultura de melhoria contínua.

Garantindo a Segurança nas Viagens: O Papel dos Tutores

O primeiro ponto crucial que todo tutor deve considerar é a investigação aprofundada das condições de saúde do seu pet.

Conhecer a saúde e comportamento do animal não só permite uma avaliação diagnóstica mais precisa, mas também possibilita a detecção precoce de doenças.

Essa prática não só proporciona um serviço ético e responsável, mas também personalizado, atendendo às particularidades de cada pet e agregando uma percepção de valor única.

Outro ponto de extrema importância é a realização de procedimentos e preparações específicas para a viagem.

Quanto mais longa a jornada, maior a necessidade de verificar as condições de saúde do pet, assim como a qualidade das pessoas, veículos e equipamentos envolvidos na viagem.

Um planejamento meticuloso contribui significativamente para assegurar o bem-estar e a segurança do animal durante todo o percurso.

MooviPet: Elevando o Padrão de Segurança em Viagens para Animais

A MooviPet chegou para mudar a forma tradicional e improvisada de como os animais viajam.

Como transportadora terrestre especializada em animais, compreende a responsabilidade de garantir viagens seguras e confortáveis para os pets.

Abaixo estão algumas das medidas adotadas pela MooviPet para tornar as viagens mais seguras:

Avaliação Prévia da Saúde Animal:

Antes de cada viagem, a MooviPet realiza uma avaliação minuciosa para analisar a saúde e condição física do animal, levando em consideração as informações fornecidas pelo tutor.

Essa avaliação é crucial para verificar se o animal está apto para viajar com segurança e permite a adoção de protocolos específicos para garantir a segurança durante toda a jornada.

da saúde do animal. Essa análise prévia busca identificar comorbidades ou condições que possam ser agravadas durante o transporte, permitindo um planejamento adequado para o cuidado individualizado de cada pet.

Cuidados Específicos para Animais:

A MooviPet reconhece as características individuais de cada animal, como ansiedade e medo, e implementa medidas específicas para minimizar o estresse durante a viagem.

Essa abordagem personalizada visa criar um ambiente tranquilo e seguro para os animais durante todo o percurso.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 11 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...