INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Arqueólogos encontram oficinas de mumificação de dois mil anos no Egito

Arqueólogos encontram oficinas de mumificação de dois mil anos no Egito

Autoridades egípcias noticiaram, nesse sábado (27), terem descoberto a existência de itens arqueológicos na cidade de Guizé, depois de um período de um ano de escavações realizadas na necrópole de Saqqara. A descoberta estaria relacionada a antigas oficinas de mumificação de seres humanos e animais sagrados, além de túmulos descobertos recentemente na necrópole faraônica.

Segundo o Diretor do Conselho de Antiguidades do Egito, Mostafa Waziry, os espaços localizados datam da 30ª dinastia faraônica (380 a.C. a 343 a.C.) e do período ptolomaico (305 a.C. a 30 a.C.). Foram localizados, dentro das oficinas, potes de barro, vasos rituais e outros itens, que analisados no local no momento da descoberta, eram usados ​​em processos de mumificação.


Arqueólogos encontram oficinas de mumificação de dois mil anos no Egito

Pintura colorida que mostra uma oferta de sacrifício (Foto: Reprodução/The Times of Israel)


Conforme publicação da NBC News, repostado pelo portal Poder 360°, uma das tumbas pertencia a Ne Hesut Ba, sacerdote de Hórus e Maat durante a 5ª dinastia, por volta de 2.400 a.C. A respeito da segunda tumba, segundo o chefe do sítio arqueológico de Saqqara, Sabri Farag, era do sacerdote Men Kheber da 18ª dinastia (cerca de 1.400 a.C).

Nos últimos anos, o governo do Egito passou a intensificar os investimentos para promover fortemente novos achados arqueológicos, visando abastecer a mídia internacional e diplomatas e trazendo, assim, maior visibilidade para o país africano da parte norte do continente. Ele espera que essas descobertas ajudem também a atrair mais turistas ao país para reviver uma indústria bastante forte e intensa, mas que sofreu com a turbulência política após as revoltas de 2011, no contexto da Primavera Árabe. O Egito pretende atrair 30 milhões de turistas por ano até 2028 , contra 13 milhões antes da pandemia de Covid.

 

Foto destaque: Mostafa Waziri, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, exibe um antigo sarcófago de madeira. Reprodução/AP Photo/Amr Nabil

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...