INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Catar e diversos países ainda criminalizam relações entre pessoas do mesmo sexo

Com a atual Copa do Mundo de futebol sendo realizada no Catar, não foram apenas as discussões futebolísticas que aumentaram nas últimas semanas. A discussão social do país sede da competição também tem sido assunto pelo mundo afora. O Catar é conhecido por ser um dos países mais arbitrários em relação aos direitos humanos, sendo claro sobre sua repreensão as causas LGBTQIAP+.

A competição, ainda em andamento, tem sido palco para diversos protestos e manifestações em relação às posições do país e de suas leis sobre os direitos humanos lá infringidos, como na partida entre as seleções de Portugal e Uruguai, onde um manifestante LGBTQIAP+ invadiu o campo com uma bandeira colorida, essa símbolo da causa.


Espectador invade o campo de Portugal x Uruguai com bandeira LGBTQIAP+ — Foto: Foto: REUTERS/Kai Pfaffenbach

Manifestante invade campo no Catar com bandeira LGBT. (Foto:Reprodução/Reuters)


A Organização das Nações Unidas, a ONU, luta por direitos humanos ao redor do mundo. Sendo reconhecida como uma organização internacional em busca da paz e do desenvolvimento mundial por meio da cooperação os países, a organização possui 193 países ligados à ela, porém, apenas 28 destes permitem o casamento entre pessoas do mesmo sexo, sendo uma porcentagem de apenas 14% dos países-membro.

E o Catar não está sozinho nessa via de contramão da ONU, mas sim junto de outros 65 países a fazerem parte do grupo de países que criminalizam tais relações, de acordo com a lista divulgada pela Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersexo, a ILGA, organização global de direitos humanos LGBT. 

A lista completa dos países:

– Argélia
– Burundi
– Camarões
– Chad
– Comores
– Egito
– Eritreia
– Essuatíni
– Etiópia
– Gâmbia
– Gana
– Guiné
– Quênia
– Libéria
– Líbia
– Maláui
– Mauritânia
– Ilhas Maurício
– Marrocos
– Namíbia
– Nigéria
– Senegal
– Serra Leoa
– Somália
– Sudão do Sul
– Sudão
– Tanzânia
– Togo
– Tunísia
– Uganda
– Zâmbia
– Zimbábue
– Barbados
– Dominica
– Granada
– Guiana
– Jamaica
– Santa Lúcia
– São Vicente e Granadinas
– Afeganistão
– Bangladesh
– Brunei
– Iraque
– Irã
– Kuwait
– Líbano
– Malásia
– Maldivas
– Mianmar
– Omã
– Paquistão
– Catar
– Arábia Saudita
– Singapura
– Sri Lanka
– Síria
– Turcomentistão
– Emirados Árabes Unidos
– Uzbequistão
– Iêmen
– Kiribati
– Papua Nova Guiné
– Samoa
– Ilhas Salomão
– Tonga
– Tuvalu

 

O fato curioso da lista é que não há nenhuma nação na América do Norte e Europa que criminalize a relação homossexual.

 

Foto Destaque: Cores da bandeira LGBT. Reprodução/Direitos.me

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...