INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Covid-19: Intervalo da dose de reforço será reduzido para cinco meses

Cairá para cinco meses o intervalo da dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Antes com o intervalo de seis meses, a nova recomendação valerá para imunossuprimidos – pessoas com baixa imunidade, ou seja, com câncer, HIV ou transplantadas – e profissionais da saúde. O anúncio será feito pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira e foi antecipado ao GLOBO por um integrante da pasta. 

 

Em caráter reservado, os técnicos que assessoram a pasta disseram ao GLOBO que veem como positivo os planos. Estudos analisados pelo grupo mostram a queda da proteção vacinal ao longo do tempo para subsidiar as recomendações. 

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Fiocruz-adverte-que-a-onda-de-covid-19-na-Europa-e-Asia-serve-de-alerta-para-o-Brasil

https://inmagazine.ig.com.br/post/Covid-19-75-dos-brasileiros-sentem-seguranca-com-o-avanco-da-vacinacao-diz-estudo

https://inmagazine.ig.com.br/post/Eduardo-Paes-flexibiliza-regras-contra-o-Covid-mas-mantem-obrigatoriedade-em-locais-fechados

 

Julio Croda, professor de Medicina da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), diz que a redução do intervalo para idosos é um caminho para reforçar a proteção desse grupo, que é mais vulnerável, e que têm menor resposta imune à vacina, devido à imunossenescência programada: 

 

Tanto AstraZeneca como Pfizer, mas, principalmente, Coronavac, parece que têm diminuição da proteção a partir de 120 dias afirma o infectologista, e pondera: Para a população geral, apesar da perda de proteção para doença sintomática, a vacina continua protegendo contra hospitalização e óbito. Não sabemos por quanto tempo (a proteção durará) nessa população. 

 

Em Minas Gerais, Natal, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, o encurtamento do intervalo já entrou em vigor por decisão das respectivas secretarias de Saúde. No Espírito Santo, o intervalo já está para quatro meses e, em Guarujá (SP), para dois. Estados e Municípios têm autonomia para planejar e definir seus próprios cronogramas de vacinação. 

 

PREVISÃO DAS DOSES 

 

A disponibilidade das doses está entre os pontos a serem considerados pela pasta. Dados da projeção indicam a entrega de 86,2 milhões de doses em novembro – 21,7 milhões da AstraZeneca, 56,7 milhões da Pfizer e 7,7 milhões da Janssen. 

Segundo o ministério, o Brasil ainda deve receber 111,2 milhões em dezembro, sendo 41,3 milhões da AstraZeneca (incluindo 5,1 milhões pela Covax Facility), 17,9 milhões da Pfizer e 28,4 milhões da Janssen. Também, há previsão de receber mais 23,5 milhões de vacinas do consórcio global liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no próximo mês, mas o laboratório não foi divulgado ainda. 

 

Até fim do ano os números podem mudar, já que parte do quantitativo depende da confirmação dos laboratórios sobre a disponibilidade de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para produzir os imunizantes. 

 

A pasta decidiu usar 354 milhões de doses para o novo ciclo de vacinação, em 2022. O planejamento já inclui uma dose de reforço para pessoas de 18 a 60 anos e duas doses, sendo uma em cada semestre, para idosos acima de 60 anos e imunossuprimidos, e também inclui eventuais ampliações do público-alvo (menores de 12 anos, por exemplo), caso houver aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O critério, conforme o anúncio feito em outubro, será de acordo com a idade, em ordem decrescente, sem grupos prioritários. 

 

Foto destaque: Redução do intervalo da dose de reforço para cinco meses. Foto: Márcia Foletto/Agência O Globo

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...