INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Deslizamento de cânion em MG atinge lanchas com turistas

Neste sábado, por volta das 12h30, três lanchas foram atingidas por uma grande estrutura rochosa. O deslizamento foi causado por uma ”tromba d’água” na região dos cânions no Lago de Furnas, em Capitólio, Centro-oeste de Minas Gerais. As embarcações atingidas levavam turistas.

Os bombeiros já estão no local para o resgate das vítimas. Até o momento da publicação desta matéria, há o registro de 15 feridos e uma morte. 

Três pessoas em estado grave foram levadas para a Santa Casa de Passos. Entre as vítimas, uma mulher natural de Belo Horizonte, mas que mora no Rio de Janeiro. Os outros sete turistas que tiveram ferimentos leves foram encaminhados para o Pronto Socorro de São José da Barra.

Em uma nota, a Marinha do Brasil informou que equipes de busca e salvamento foram deslocadas para prestar auxílio no transporte de feridos e apoio às tripulações. Também confirmou que será instaurado um inquérito para a apuração das circunstâncias do acidente.

Confira a nota da Marinha na íntegra

A Marinha do Brasil informa que tomou conhecimento de um acidente, no fim da manhã de hoje, após deslizamento de rochedo atingir embarcações que navegavam a região dos cânions, em Capitólio-MG.

A DelFurnas deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento (SAR) para o local, integrantes da Operação Verão ora em andamento, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio, e no auxílio aos outros órgãos atuando no local.

Um inquérito será instaurado para apurar causas, circunstâncias do acidente/fato ocorrido.


Momento exato em que ocorre o deslizamento do cânion. (Vídeo: Reprodução/Youtube/itatiaia)


Entrevistado pela BandNews TV, Paulo Afonso, engenheiro geotécnico, explicou que este fenômeno costuma ser algo raro.

“A queda de grandes paredões verticais é relativamente rara, não é tão comum. Os cânions se formaram em milhões de anos geológicos por erosão das partes mais fracas das rochas. Quem sobra, em termos mais práticos, são as partes resistentes