INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Eleições: Candidata à presidência Simone Tebet encerra semana de entrevistas no JN

Na noite da última sexta-feira (26) foi a vez de Simone Tebet (MDB), conceder entrevista ao vivo aos jornalistas William Bonner e Renata Vasconcelos no Jornal Nacional, programa da TV Globo que durante esta semana entrevistou os aspirantes ao Palácio do Planalto, participaram da entrevista os candidatos mais bem colocados nas pesquisas DataFolha de intenção de voto divulgada em 28 de Julho,  a ordem das entrevistas foram definidas por sorteio. A sul-mato-grossense de 52 anos é advogada e chega ao pleito pela primeira vez com o viés de “terceira via”.


Candidata à presidência Simone Tebet em entrevista ao JN (Reprodução/ TVGlobo)


Foram abordados os temas que marcam a candidatura de Tebet, veja como foi:

Simone iniciou a entrevista exaltando o seu partido (MDB) dizendo que ele é muito maior do que meia dúzia de seus políticos e seus caciques, e disse que “tentaram puxar seu tapete” que a todo momento teve que vencer uma maratona com muitos obstáculos, e que tentaram em uma fotografia recente levar o partido para o ex-presidente Lula.

A candidata diz que se eleita governará com os partidos que somam, pois ninguém faz tudo sozinho, e que não cederá cargos a partidos e exigira apenas duas coisas para estar no ministério: Ser honesto e ser competente, e não vai blindar e impedir os órgãos de fiscalização e controle de entrar dentro do seu governo, a candidata afirma vem pra fazer a diferença e pretende governar com conciliação, trazendo para perto pessoas que tem o mesmo pensamento.

Renata Vasconcelos questiona à candidata como ela pretende mudar a postura conservadora do partido, considerando que este ano foram registradas candidaturas de 66% são de homens e 33% de mulheres.

A Senadora afirma que este não é um problema somente do seu partido e diz ”eles só cumprem a cota” afirma, citou as dificuldades das mulheres na vida pública. E que já existe projeto aprovado no Senado e está parado na Câmara e será prioridade número 1 a aprovação sobre a igualdade salarial entre homens e mulheres.

Planos de governo:

Acabar com as filas de cirurgias no SUS: Decretando estado calamidade (ou dando continuidade), para fins de realização de exame e em 02 anos zerar a fila das cirurgias atrasadas, acabando com o orçamento secreto com diálogo e transparência exigindo que os ministros abram as contas, para que os recursos sejam remanejados de forma adequada;

Erradicar a miséria: Simone cita o projeto de Lei de responsabilidade social, que traz uma meta de 4 anos para conseguir erradicar a miséria no Brasil e que depende aprovação da reforma tributária e o retorno do crescimento do país, que culmina geração empregos. 

Reforma tributária: A candidata classifica a reforma tributária do consumo como prioritária, garantindo a desburocratização das empresas, com economia de 60 bilhões por ano e circular, circulando na economia abrindo portas de emprego e gerar renda indo para o lado do mais pobre, que comprará mais e o imposto será devolvido diretamente no cartão do CADÚnico.

Imposto de Renda: Garantir mais espaço a classe média, para que não pague o imposto de renda, tirando dos mais pobre e passando para os mais ricos, se colocando a favor dos lucros e dos dividendos, alterando a tabela isentando o máximo possível as faixas da classe média.

Educação: Promete que a pauta será colocada como prioridade e que a realidade precisa mudar, formando filhos cidadãos, abraçando filhos e crianças. Visa garantir a transferência de renda e escola de qualidade igualar o ensino público ao particular, preparando o país para o futuro, cuidando da primeira infância, garantindo 100% das vagas para creche de 4 a 5 anos e ensino médio e aluno dentro da escola com ofício e conectado com a internet.

Segurança Pública: Propõe o fechamento da fronteira, para efetivar integração das policias, recriar o Ministério nacional de segurança pública, contando com o Fundo Penitenciário Nacional e Fundo de Segurança Pública, nomeando um bom ministro da segurança pública para combater o crime organizado.

Seguro de renda pros trabalhadores informais: Criação de uma espécie de FGTS para os profissionais informais que estão no programa Auxilio Brasil, será depositado 15% da renda mensal declarada, que excepcionalmente poderá ser sacada pelo menos a cada duas vezes ao ano.

Em suas considerações finais, a candidata à presidência, salienta ‘’Que quer ser presidente para o Brasil seguir um caminho diferente, não sendo possível continuar como está.” disse.

Com esta reportagem o Jornal Nacional, finaliza a série de sabatinas realizadas com os candidatos à presidência da República. Simone Tebet aparece nas pesquisas para a corrida presidencial com 2% das intenções de voto*.

Foto destaque: Simone Tebet na bancada do Jornal Nacional. (Reprodução/TV Globo)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...