INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Javier Milei veta a imprensa na cobertura da posse

Javier Milei veta a imprensa na cobertura da posse

O veto de Milei à mídia na cerimônia de posse dos ministros acende um alerta na Argentina. O evento privado, sem transmissão televisiva, quebra uma tradição que durou 40 anos e gera uma certa apreensão entre os profissionais que cobrem o governo. A decisão política do presidente argentino chamou a atenção no domingo (10) e pode ser um sinal do modus operandi do novo governo, a exclusão da mídia na cerimônia de posse dos nove ministros que compõem o gabinete de Javier Milei.

Ruptura da tradição

A cerimônia foi privada, sem transmissão oficial, rompendo com uma tradição mantida desde a redemocratização do país, há quatro décadas. O veto surpreendeu profissionais experientes credenciados para cobrir a Casa Rosada e foi justificado de maneira pouco convincente pelo governo, que disse que, a situação na Argentina é crítica e não há nada para se comemorar.

Especialistas em temas de liberdade de expressão, o redator Alejandro Alfie, do jornal “Clarín”, expressou sua frustração nas redes sociais, compartilhando uma foto tirada da sala de imprensa da sede do governo durante a posse dos ministros.


Javier Milei veta a imprensa na cobertura da posse

Javier Milei durante sua posse. (Reprodução/Matias Baglietto)


O redator disse que não foi possível entrar ou assistir por circuito fechado, além de dois usuários do Twitter compartilharem algumas fotos e vídeos de suas contas nas redes sociais, ele disse que é a privatização da comunicação pública.

Conforme retratado por Ignácio Orteli, também do “Clarín”, não houve testemunhas independentes na posse dos ministros de Milei. A restrição à cobertura da imprensa acabou se tornando contraproducente e ofuscou a realização de uma medida popular do novo presidente.

Protestos contra o veto

Houve protestos e receios do que está por vir. A Associação dos Repórteres Gráficos da República Argentina divulgou uma nota protestando contra o veto de profissionais no recinto parlamentar durante a posse de Milei.

Os jornalistas presentes nos protestos disseram que em 40 anos essa foi a primeira vez que foram impedidos de realizarem seu trabalho. O estilo agressivo e hostil do presidente em relação à imprensa preocupa a ONG Repórteres Sem Fronteiras e é motivo de alerta para o jornalismo argentino.

O diretor para a América Latina, Artur Romeu, disse em um comunicado publicado antes da posse de Milei que, como Trump e Bolsonaro, o presidente da Argentina utiliza uma retórica hostil ao jornalismo, retomada e amplificada pelos seus seguidores nas redes sociais, segundo ele essa estratégia visa desacreditar os meios de comunicação social e os jornalistas críticos de suas políticas.

Foto destaque: Javier Milei com seus ministros. (Reprodução/Infolaplata)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...