INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Lixo eletrônico: O impacto gerado pela crescente inovação da tecnologia

A tecnologia vem avançando cada vez mais ao longo dos anos, e com isso nós a consumimos à medida dos avanços. O lixo eletrônico que é produzido a partir desse alto consumo de novidades tecnológicas, vêm sendo um fator prejudicial ao meio ambiente, devido aos descartes incorretos e a grande quantidade produzida. Segundo dados das Nações Unidas, no ano de 2019 o planeta gerou 53,6 toneladas métricas de lixo eletrônico, onde apenas 17,4% de seu conteúdo foi reciclado.

Com o rápido crescimento do chamado e-lixo, as autoridades e órgãos ambientais se preocupam com o futuro do planeta e do meio ambiente. O descarte incorreto desses dispositivos e equipamentos inutilizáveis causam grande impactos não só a natureza como danos à saúde. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o aumento do lixo eletrônico associado a forma que é descartado, causa danos à saúde infantil, como aumento dos riscos de doenças crônicas, tais como câncer e doenças cardiorrespiratórias, disfunções pulmonares, e alterações no DNA.


A reciclagem e o descarte correto dos aparelhos eletrônicos tem grande importância ao meio ambiente (Foto: reprodução/

 


Países com maior desenvolvimento atuam como principais ofensores na criação do lixo eletrônico. Com isso, despertando a atenção da Europa para os Estados Unidos. Uma nova lei foi aprovada pela União Europeia afim de exigir que todos os celulares e dispositivos eletrônicos possuam um carregador padronizado, independente de sua marca. A medida visa diminuir o descarte de carregadores à medida que o cidadão realizar a troca por algum aparelho novo, ou modelo de outra marca.

As empresas também possuem um papel fundamental para a sustentabilidade e contribuir para a diminuição do impacto do e-lixo. Algumas organizações seguindo a necessidade de abordagens alternativas à sustentabilidade, tiveram algumas iniciativas. A Apple, famosa marca de celulares, conhecida por sua exclusividade e constante inovação de modelos, lançou no início deste ano, lojas de reparo para autoatendimento, onde disponibilizam peças para conserto de smartphone aos usuários. Com essa medida, os consumidores podem realizar um autosserviço de reparo e também minimizar a chance de descartar o aparelho.

Aos cidadãos que buscam diminuir o impacto do seu lixo no meio ambiente, uma alternativa aos aparelhos que ainda estão em bom estado, seria a doação dos equipamentos. Também há postos de trocas onde o usuário pode realizar a troca de seu dispositivo por outro mais avançado, além de locais de reciclagem e descarte correto do lixo eletrônico. O conjunto das medidas e a conscientização tem grande importância para diminuir o descarte inconsciente.

 

Foto destaque: Ambiente com descarte de lixo eletrônico. Foto: reprodução/ Fragmaq

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 13 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...