INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Moradores de bairro que pode colapsar protestam em Maceió

Moradores de bairro que pode colapsar protestam em Maceió

Nesta sexta-feira (1), moradores de Flexal de Baixo e de Flexal de cima – comunidades que ficam no bairro de Bebedouro – protestaram contra a orientação da Defesa Civil de Maceió de deixarem suas casas. Isso porque Bebedouro fica próximo ao Mutange, bairro que abriga mina da Braskem que pode colapsar a qualquer momento. O estrago previsto será um buraco do tamanho do Maracanã.

O que reivindicam os moradores

Diante do risco iminente de desabamento da mina localizada no Mutange, a Defesa Civil de Maceió orientou que os moradores de bairros próximos deixem suas casas e se abriguem em escolas municipais. Os habitantes da região, entretanto, esperam realocação desde 2019, quando já estava sob alerta.

Os manifestantes ocuparam as ruas por volta de 12h30 e bloquearam o trânsito com pneus e galhos de árvores, comprometendo a estrutura do metrô e do VLT. Eles pedem indenização por parte da Braskem e se recusam a ter que deixar suas casas.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) comunicou que o transporte não vai operar na sexta e no sábado, pois será necessário reparar os danos ocorridos nas vias durante o protesto.


Post no X de internauta indignada com situação de moradores


Início dos problemas no Mutange

Em 2018, áreas perto da mina de sal-gema – matéria prima de PVC  e soda cáustica – localizada no bairro Mutange começaram a sofrer com rachaduras e até tremores de terra. Em 2019, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) confirmou as suspeitas de que a mineração na região é que estava causando esses problemas.

A partir de então, 14 mil imóveis tiveram que ser desocupados e cerca de 55 mil pessoas foram evacuadas de suas casas. Outros bairros localizados nas proximidades também receberam ordens e orientação de evacuação, dentre eles, o Bebedouro.

Possíveis consequências do colapso

Após novos tremores, que ocorreram no mês passado, a Defesa Civil emitiu um alerta para o colapso da mina da lagoa Mundaú. Caso a mina ceda, poderá ser feita uma enorme cratera que formaria um lago de 8 a 10 metros de profundidade. Com isso, áreas de mangues serão afetadas, com enormes prejuízos ao meio ambiente.

A prefeitura declarou estado de emergência, o presidente em exercício, Geraldo Alckmin, anunciou que o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Wellington Dias, e o ministro dos Transportes, Renan Filho, vão acompanhar o caso de perto. 

 

Foto Destaque: pichação em muro de Maceió revela descontentamento de moradores com mineradora (Reprodução/Twitter/@JamilleSara1)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...