INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

O que se sabe sobre o assassinato do candidato à presidência do Equador

O candidato à presidência, Fernando Villavicencio, foi morto nesta quarta-feira (9), com três tiros na cabeça, quando estava saindo de um comício realizado na cidade de Quito. Segundo o relato das autoridades, nove pessoas se feriram no atentado e seis foram detidas; um suspeito de envolvimento foi morto durante troca de tiros com a polícia.

Segundo informações da mídia local, aproximadamente trinta disparos foram efetuados no evento, onde o candidato estava.

Informações

Guillermo Lasso, Presidente do Equador, disse, em um pequeno vídeo, que a polícia detonou uma granada deixada no local pelos assassinos.

Este é um crime de natureza política, que tem perfil de terrorismo, e não temos dúvidas de que este assassinato é uma tentativa de sabotar o processo eleitoral”. Disse Guillermo no trecho do vídeo.

De acordo com Juan Zapata, Ministro do Interior, o atentado foi feito por bandidos contratados. Um atirador desconhecido realizou disparos contra o candidato à presidência, levando-o a morte.


Candidato à presidencia, Fernado Villavicentino é assassinado no Equador. (Foto: Reprodução/Diario do Nordeste


Informou o Ministério Público do Equador, nesta quinta-feira(10), que seis suspeitos de envolvimento no atentado foram presos, após incursões feitas nas regiões de Conocoto e San Bartolo, em Quito.

Segundo o Partido de Villavicencio( Movimiento Construye), na quarta-feira tinham sido realizadas  discussões referente a suspensão  da campanha, devido o aumento da violência política, sendo levado em consideração o assassinato do presidente da câmara de Manta, no mês de julho.

Fernando Villavicencio

Fernando Alcibíades Villavicentino nasceu em 11 de outubro de 1963, foi Jornalista e político, tinha 59 anos. Era um crítico ferrenho da corrupção e combatedor assíduo do crime organizado. Como um jornalista profissional,  fez graves denúncias contra o ex-presidente Rafael Correa, que presidiu o país de 2007 a 2017.


Fernando Villavicencio foi baleado durante ato de campanha. (Foto: Reprodução/canalrural.com)


 O jornalista tinha sido condenado a 18 meses de prisão, acusado de difamação e por ter feito críticas feitas contra o ex-chefe de estado. No entanto, Villavicencio fugiu para uma região indígena no Equador, onde logo mais tarde recebeu asilo no Peru. Regressou ao Equador após Correa deixar a presidência. 

Foto Destaque: O candidato à presidência do Equador, Fernando Villavicencio, foi assassinato na noite desta quarta-feira, 9, com três tiros na cabeça. Reprodução/economiaempauta

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...