INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Regina Duarte terá de devolver R$ 319 mil da Lei Rouanet após ter prestação de contas reprovada

SÃO PAULO – Ex-secretária especial de Cultura no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), Regina Duarte terá de devolver R$ 319,6 mil da Lei Rouanet, após ter a prestação de contas de um projeto seu reprovada. A informação consta em edição do Diário Oficial da União de ontem (21).

A negativa do recurso apresentado pela empresa A Vida é Sonho Produções Artísticas, cujos donos são a atriz e seus filhos, é assinada pelo atual secretário especial de Cultura, Hélio Ferraz de Oliveira. A peça que teve a prestação de contas reprovada se chama Coração Bazar e, segundo apuração da revista Veja, o então Ministério da Cultura, em 2018, já havia reprovado a prestação de contas do referido espetáculo – o valor captado por Duarte para a produção foi de R$ 321 mil.


Decisão negativa consta de publicação do Diário Oficial da União de ontem (21)


Filho da atriz e um dos sócios da empresa, André Duarte disse ao jornal O Estado de São Paulo que a reprovação da prestação de contas aconteceu por um detalhe, o qual ele chama de “descuido”. Segundo Duarte, “o que levou à recusa foi o fato de não apresentarem os comprovantes de que a peça não tinha cobrado ingressos nas apresentações realizadas entre 2004 e 2005, contrapartida do projeto que constava do contrato”. A In Magazine procurou a empresa e aguarda posicionamento.

Regina Duarte chegou à Secretaria Especial de Cultura a convite de Bolsonaro, logo após a queda de Roberto Alvim – que divulgou um vídeo em que faz referência a símbolos do Nazismo. Ela foi a quarta pessoa a assumir o posto como secretária da área no governo.

A administração da secretaria, porém, não agradou o setor cultural, que chegou a pedir a demissão de Duarte – a atriz não durou muito tempo no cargo: foi exonerada por Bolsonaro em 2020, com a promessa de um cargo na Cinemateca Brasileiro, o que não aconteceu. Em seu lugar, assumiu o ator Mário Frias, que deixou o posto neste ano.

Conhecida como a “namoradinha do Brasil”, Regina Duarte nasceu em França, no interior de São Paulo, em 1947. Em 2018, ela declarou apoio ao então candidato Jair Bolsonaro, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo. Segundo a atriz, o ex-capitão teria o que considerou ser “humor brincalhão típico dos anos 1950, que faz brincadeiras homofóbicas, mas que são da boca pra fora, coisas de uma cultura envelhecida, ultrapassada”. A última novela em que Regina atuou foi Tempo de Amar (2017), escrita por Alcides Nogueira e Bia Corrêa do Lago.

 

Foto destaque: 

Regina Duarte durante reunião da Secretária Especial da Cultura do Ministério da Cidadania, em Brasília Isac Nóbrega/PR 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...