INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Universidade Federal de Uberlândia tem saldo zerado após novos cortes do governo

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em Minas Gerais, teve suas contas zeradas após novos cortes por parte do governo. O resultado de não ter saldo em conta afeta estudantes de baixa renda que recebem bolsas e auxílios para moradia, transporte e alimentação.

No fim de novembro o governo federal havia bloqueado R$ 2,6 milhões da UFU, um valor que a instituição esperava para pagar as contas de final de ano, e mesmo utilizando esse valor, a universidade ficaria com saldo negativo de R$ 13 milhões para o próximo ano. No mês de junho, a mesma universidade, já havia tido outro corte no valor de R$ 9 milhões.

O reitor da universidade, Valder Stefen Júnior, contou que as contas foram zeradas, e ele não terá como pagar todas as bolsas para estudantes de baixa renda que dependem do dinheiro. Ele ressalta que a situação é de extrema gravidade.

“Esse recurso deixou de existir. É como se nós fossemos olhar nosso próprio saldo bancário e ele foi zerado, sem a possibilidade de usar cheque-especial. É uma situação de extrema gravidade”, disse Valder Stefen Júnior.


Imagem da reitoria da UFU (Foto: Reprodução/Twitter)


A pró-reitora de Assistência Estudantil da UFU, Elaine Saraiva Calderari, contou que a Assistência Estudantil impacta cerca de 68% dos alunos da instituição, um total de 13 mil estudantes. Essa assistência ajuda esses estudantes a se manterem no Ensino Superior Público, com ajuda para moradia, alimentação e transporte, os estudantes da Educação Básica, Ensiono Técnico e Pós-Graduação também dependem desse auxílio.

Neste momento, em torno de 1450 estudantes dependem diretamente de apoio financeiro da instituição para moradia, alimentação, transporte, entre outros. Estamos falando de estudantes das categorias de faixa econômica E e D, com renda per capita até um salário mínimo, que não terão como pagar suas contas para comer, sobreviver, pagar moradia. Nitidamente irão abandonar seus cursos”, disse a pró-reitora de Assistência Estudantil da UFU, Elaine Saraiva Calderari.

Um aluno da UFU também contou a situação pela qual está passando, ele recebe cerca de R$ 880 de auxílio da universidade, o valor o ajuda a pagar pela sua moradia e itens de necessidade básica, já a sua alimentação é garantida através do “bandejão”. No entanto, ele afirma que agora não saberá o que fazer se não receber esse auxílio.

“Ainda estou devendo o empréstimo de quase R$ 4 mil que peguei quando vim para Minas Gerais para me manter até começar a receber as bolsas. Pedi para pagar o aluguel só no dia 16. Mas, sinceramente, não sei o que fazer”, contou o estudante da universidade.

Os cortes atingem várias universidades federias em torno do país, muitas estão na mesma situação e não possuem mais recursos para auxiliar os estudantes que precisam do valor mensal para se manter. Muitos temem que os alunos que não puderem receber o benefício possam deixar as universidades.

Foto Destaque: Imagem da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Reprodução/Twitter

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...