INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Veja a forma correta de retirar um carrapato da pele

Veja a forma correta de retirar um carrapato da pele

A morte de quatro pessoas por febre maculosa, doença transmitida por um tipo de carrapato, após irem a uma festa em uma fazenda em Campinas, destacou o alerta sobre eventos e atividades em áreas verdes, onde esses bichos costumam morar. 

Ao se deparar com esse “hóspede” o indicado é manter a calma e retirar o bicho da maneira certa. Veja abaixo como prevenir o contato e o que fazer caso aconteça:


 

Veja a forma correta de retirar um carrapato da pele

Arte com informações de como retirar o carrapato. Reprodução: G1.


O médico infectologista Plínio Trabasso, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), explicou que o correto é puxar o carrapato na vertical, para arrancá-lo da pele sem que ele se rompa assim espalhando bactérias. 

“Se você espremer o carrapato, ele libera [mais facilmente] a bactéria que está dentro do seu trato digestivo. A bactéria aproveita que a pele está ferida – já que o carrapato ficou lá machucando – e penetra na pele”, disse.

Uma outra do médico Trabasso é, usar roupas compridas e fechar os vão entres as peças. “Ele [o carrapato] vai atrás do sangue, da pele, e costuma entrar pela barra da calça. Então, uma dica é colocar a meia por cima da calça”, comentou. 

Outra recomendação é sempre fazer o autoexame para identificar o bicho na pele, já que sua picada costuma ser indolor. “Esse processo de contaminação não é como na picada do Aedes, por exemplo, que na picada ele já injeta o vírus da dengue. Aqui não. O carrapato fica um tempo grande sugando o sangue da pessoa e durante esse processo de alimentação é que ele elimina a bactéria”, explicou Trabasso. 

Também é importante saber como ocorre a transmissão da febre maculosa e aumentar a atenção em áreas de riscos. A febre maculosa é transmitida principalmente pelo carrapato-estrela. Porem pode ocorrer por meio de outro carrapato, desde que ele esteja infectado com uma bactéria chamada de Rickettsia rickettsii. 

As capivaras são hospedeiras do carrapato-estrela mas não transmitem as doenças aos humanos, mas ajudam a espalhar o bicho transmissor .Os sintomas da febre maculosa incluem febre, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreia, dor abdominal, entre outros.

Foto Destaque: Carrapato-Estrela é hospedeiro da bactéria que causa a febre maculosa. Reprodução: G1.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...