INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Viagra: pós e contras de medicação contra impotência sexual

Grande parte da população masculina ja falou pelo menos uma vez, para lidar com esta situação, o assunto é tabu para alguns homens, grande maioria diz que não sofre com este problema, até o ex- presidente Jair Bolsonaro sai externando que é “imbroxável”.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 30% dos homens com mais de 18 anos sofre ou ja sofreu  com algum tipo de disfunção erétil mesmo sem prescrição médica, acabam recorrendo ao uso do Viagra. Muitos associam o uso do Viagra a pessoas mais velhas, porém o uso no público jovem vem crescendo muito apenas por recreação, insegurança, ou “exibir virilidade”  para impressionar o paceiro ou parceira.

Alguns medicamentos são vendidos sem receita médica facilitando o acesso, e acabam virando espécie de “socorro sexual” e sentindo mais segurança.


velho homem com uma pilha de comprimido na mão - viagra - fotografias e filmes do acervo

Pípula Viagra. Reprodução/Internet


A disfunção erétil acontece por alguns fatores, desde razões físicas até emocionais e hormonais: depressão e ansiedade podem agravar o quadro, é comum o paciente ter acompanhamento de um psicólogo depois de passar pelo laudo médico.

O Viagra conhecido para tratamento de impotência (citrato de sildenafila) o medicamento entrou no gosto popular no início da década de 90, mas deve ser usado com prudência pois podem ter efeitos colaterais para pessoas que sofrem com problemas cardiovasculares pois pode trazer riscos.

As pessoas que experimentam dores de cabeça, náuseas, ondas de calor e tonturas são geralmente aquelas que apresentam efeitos colaterais mais comuns. No entanto, a maioria dos homens não sente qualquer problema ao tomar o medicamento. Como uma diretriz geral, os homens que sofrem de falta de ar ou dores no peito durante atividades leves, como subir escadas, devem evitar o uso do Viagra. O sistema de saúde do Reino Unido e a Pfizer desaconselham o uso do Viagra para as seguintes pessoas:

-doentes graves do coração ou fígado;

-pacientes que tenham sofrido derrame há pouco tempo;

-homens com pressão baixa;

-pessoas com a doença retinite pigmentosa 

De acordo com o urologista e sexólogo Celso Marzano, sempre que utilizado o Viagra ” O remédio pré-reção não causa ereção, apenas mantém”, disse o especialista.

O Medicamento usado para disfunção erétil também é benéfico para tratamento da hipertensão arterial pulmonar (HAP), nesta ocasião ele afeta os vasos sanguíneos dos pulmões e do coração. Devido a pressão da sociedade ou vergonha, muitos homens tomam indevidamente através da automedicação, esta ação pode gerar riscos para a saúde é importante sempre procurar ajuda de um profissional especializado.

O mais aconselhável é procurar um Urologista e fazer o tratamento sem constrangimento, isso pode ser um tabu para a sociedade, mas o médico lida com isto diariamente e ajudará de forma mais segura.

Foto Destaque: Rmédio Viagra. Reprodução/Marcelo Theobald/O Globo 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...