INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Zambelli confirma realização de pagamento ao hacker Walter Delgatti

Nesta quarta-feira (2), a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) confirmou que realizou o pagamento ao hacker da Vaza Jato, Walter Delgatti. Porém, segundo a deputada, o pagamento foi feito para serem realizados serviços relacionados ao seu site pessoal.

Ainda de acordo com Zambelli, foram usados R$ 3 mil de sua cota para comunicação nos serviços do site realizados por Delgatti. Já o restante, no valor de R$ 13,5 mil, saiu do próprio bolso, de acordo com informações de fontes da Polícia Federal (PF).

Segundo a deputada, “os pagamentos que houve foram sempre relacionados ao site, para ele fazer melhorias no site, fazer firewall no site e ligar minhas redes sociais ao site, que ele próprio disse que não conseguiu realizar essa tarefa. Inclusive, deveria ter tido até a devolução”, afirmou Zambelli, durante coletiva de imprensa na Câmara dos Deputados.


Deputada Carla Zambelli (PL-São Paulo). Reprodução/CNN


Entenda o caso

A Polícia Federal (PF) apontou que assessores da deputada Carla Zambelli (PL-São Paulo) realizaram pagamentos ao hacker ligado à Vaza Jato, o Walter Delgatti Neto. Os repasses seriam para que ele tentasse fraudar as urnas eletrônicas, assim como invadir as contas do ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF). Os pagamentos foram via pix, somam R$ 13,5 mil e foram identificados nos extratos dos envolvidos, de acordo com a PF.

A PF fez também busca e apreensão aos endereços dos assessores Renan Cesar Silv Goulart e Jean Hernani Guimarães Vilela. Renan Cesar Silva Goulart foi assessor de Zambelli entre fevereiro de 2019 e setembro do mesmo ano. Já Jean Hernani Guimarães Vilela foi do gabinete da liderança do governo Jair Bolsonaro (PL) de fevereiro de 2019 a janeiro de 2023. Em maio, foi admitido no gabinete de Zambelli.

Em julho, durante depoimento à PF, Walter Delgatti disse que foi contratado pela deputada para fraudar o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e invadir o celular do ministro Alexandre de Moraes, assim como realizar inclusão de documentos falsos no Banco Nacional de Mandados de Prisão.

Operação da PF

Os pagamentos feitos pela deputada do PL de São Paulo ao hacker Delgatti fazem parte de um dos elementos que estão sendo avaliados pela Polícia Federal, na operação realizada nesta quarta-feira (2). Delgatti foi preso pela operação, a qual cumpriu mandados de busca e apreensão nos endereços ligados à Zambelli, incluindo o gabinete da deputada na Câmara dos Deputados.

Em uma entrevista concedida à CNN, Walter Delgati declarou que a operação Lava Jato pretendia prender os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli. Na entrevista concedida ao jornalista Caio Junqueira que foi ao ar no último domingo (30), às 19h15, em mais um episódio do “CNN Séries Originais”, o hacker Walter Delgati fez declarações bombásticas. Foi a primeira vez que ele falou sobre as mensagens às quais teve acesso. Afirmou, ainda, que as conversas privadas demonstravam que a Lava Jato queria a prisão dos ministros do STF.

Foto Destaque: Hacker Walter Delgatti e deputada Carla Zambelli. Reprodução/Pixabay

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...