INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Empresa responsável pelo TikTok rebate críticas sobre controle de dados

A plataforma desmentiu mais uma vez de que seu armazenamento de dados causaria algum perigo para os EUA

aplicativo de celular
Foto Destaque: imagem da logo do aplicativo Tiktok (Reprodução/Solen Feyissa/unsplash.com)

Nesta última quarta-feira (24), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sancionou a lei que visa um possível banimento do aplicativo TikTok dentro do país. A plataforma utilizada por milhares de americanos é controlada pela empresa chinesa ByteDance.

Segundo o governo americano, o armazenamento de dados realizado pela companhia estrangeira configura-se como uma possível ameaça à segurança nacional. O TikTok rebateu tais acusações, ao alegar que o controle de dados da rede apresenta fórmulas semelhantes à de outros aplicativos de origem americana, como Instagram e Facebook.

Mais detalhes sobre a defesa do TikTok

“Em linha com as práticas do setor, coletamos informações que as pessoas fornecem para ajudar o aplicativo a funcionar, operar com segurança e melhorar a experiência do usuário.” relatou a plataforma. Os responsáveis pela rede social ainda ressaltaram que os dados dos usuários do EUA estão restritos a empresa americana Oracle, uma ordem imposta no país ainda durante o governo do ex-presidente Donald Trump.

Em comparação entre a plataforma do TikTok e as redes do Instagram e do Facebook, os dados acumulados estão conectados desde a identificação do usuário como, nome, e-mail e telefone de contato, até atividades rotineiras dentro do aplicativo e movimentações financeiras.

Esta não é a primeira vez que o aplicativo pode ser banido dos EUA

Como mencionado anteriormente, durante o governo Trump, a discussão acerca das diretrizes da rede social oriunda da Ásia já havia gerado controvérsias. Em 2020, por exemplo, o presidente chegou a dar o aplicativo como banido no país, porém a atitude foi logo derrubada pela Justiça.


Discurso de Joe Biden realizado na Casa Branca na última quarta-feira (24) (Foto: reprodução/JIM WATSON/AFP via Getty Images embed)


Atualmente, a política de Biden percorre um caminho um tanto semelhante no quesito argumentação contra a ByteDance. Até o momento, a decisão provisória instituída pelas autoridades é de que a plataforma do TikTok encontre um comprador americano até janeiro de 2025. A medida poderá ser renovada por mais 90 dias, caso necessário, mas deve ser cumprida até segunda ordem a fim de que não haja o banimento geral do aplicativo.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...