INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

França e Alemanha concordam que Ucrânia deveria ser autorizada a atacar na Rússia

O presidente francês enfatizou que a permissão seria de neutralizar locais militares, a partir dos quais a Ucrânia é atacada

Discussão de uso de armas pela Ucrânia na Rússia
Foto destaque: Emmanuel Macron e Olaf Scholz, líderes da França e da Alemanha (Reprodução/Sean Gallup/Getty Images embed)

Nesta terça-feira (28), o presidente da França, Emmanuel Macron, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, disseram que os ucranianos deveriam ter permissão para atingir locais militares russos, de onde mísseis são lançados contra a Ucrânia. A fala foi dita durante uma conferência de imprensa em Meseberg, na Alemanha.

“Apoiamos a Ucrânia e não queremos uma escalada (do conflito), isso não mudou. Deveríamos permitir que neutralizassem locais militares a partir dos quais os mísseis são disparados, locais a partir dos quais a Ucrânia é atacada, mas não deveríamos permitir que atingissem outros alvos na Rússia, locais civis ou militares”.

Emmanuel Macron

A Rússia reage

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, reagiu afirmando que a proposta de deixar os ucranianos usarem as armas fornecidas pelos países ocidentais para atacar dentro da Rússia, poderia desencadear um conflito mundial.


Presidente ucraniano (Foto: reprodução/Anadolu Agency/Getty Images embed)


O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, por sua vez, vem pressionando os países europeus para que o autorizem usar as armas fornecidas por eles, para se defender de ataques em território russo.

“A Ucrânia tem todas as possibilidades, dentro do direito internacional, para o que está fazendo. Isso tem de ser dito explicitamente. Acho estranho quando algumas pessoas argumentam que não deveria ser permitido que o país se defendesse e tomasse medidas adequadas para isso.”

Olaf Scholz

A Alemanha tem receios

Apesar dessas considerações, a Alemanha tem alguma resistência, temendo ampliar o conflito. Poderia interferir nas próximas eleições locais e estaduais na antiga parte leste comunista. As autoridades do país não forneceram os mísseis Taurus de longo alcance a Kiev, que poderiam atingir Moscou.


Sede da OTAN em Bruxelas, na Bélgica (Foto: reprodução/Omar Havana/Getty Images embed)


Jens Stoltengerg, secretário-geral da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em entrevista ao jornal The Economist, afirmou que os membros da aliança deveriam permitir que a Ucrânia atacasse a Rússia com armas ocidentais. Alguns membros europeus do grupo estão de acordo com Jens, já os Estados Unidos não.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...