INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Juiz rejeita pedido de Trump e marca julgamento do caso Stormy Daniels

Pedido de Trump é negado pelo juiz em menos de dez minutos, marcando o caminho para seu primeiro julgamento criminal no caso Stormy Daniels

Foto destaque: Donald Trump já tem data para se defender de processo por difamação (reprodução/Jim Watson/AFP/ O Globo)

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, teve seu pedido de retirada das queixas no caso envolvendo a atriz pornô Stormy Daniels negado em uma audiência relâmpago realizada nesta quinta-feira (15). A decisão foi proferida pelo juiz Juan Merchan, que marcou o julgamento para o dia 25 de março. Esta rápida decisão marca um novo capítulo nas batalhas legais enfrentadas pelo ex-presidente americano.


Julgamento de Trump já tem data marcada para o próximo mês (Vídeo: reprodução/YouTube/Band News)

Disputa judicial: Trump versus Stormy Daniels

A acusação contra Trump remonta a alegações de falsificação de pagamentos destinados a Stormy Daniels entre os anos de 2015 e 2017. Trump se declara inocente e argumenta que o promotor Alvin Bragg, membro do Partido Democrata e responsável por conduzir o processo criminal, está agindo por motivos políticos.

Trump em Território Legal Desafiador

A audiência, que durou menos de 10 minutos, colocou Trump no caminho para se tornar o primeiro ex-presidente dos Estados Unidos a enfrentar um julgamento criminal. A saga legal de Trump também se estende a outros estados, com acusações federais em Washington, D.C., relacionadas aos esforços para anular a derrota nas eleições de 2020, e na Flórida, por questões relacionadas ao manejo de documentos governamentais. Em todas as instâncias, Trump mantém sua declaração de inocência.

O caso ganhou destaque quando veio à tona um pagamento de US$ 130 mil à Stormy Daniels pouco antes da eleição presidencial de 2016. Trump buscava impedir que ela divulgasse detalhes de um suposto caso entre os dois para uma revista. A promotoria alega que o pagamento foi feito pelo então advogado de Trump, Michael Cohen, e registrado como uma despesa legal.

Trump, por sua vez, defende que o pagamento foi feito para evitar escândalos pessoais e não configura uma irregularidade. A disputa legal entre Trump e seus acusadores continua a gerar intensa atenção pública nos Estados Unidos, enquanto o ex-presidente enfrenta múltiplas frentes judiciais que poderão moldar seu legado político e pessoal.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + 10 =

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...

Reality

A final de A Fazenda 15 vai acontecer na quinta-feira (21). Quatro integrantes estão na disputa pelo prêmio de um milhão e meio de...