INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Primeira-dama visita Rio Grande do Sul para auxiliar vítimas das enchentes

Primeira-dama Janja da Silva visita zonas de alagamento no Rio Grande do Sul, agora decretado em estado de calamidade pública pelo Congresso e federação

Janja ajudando refugiados
Foto destaque: Primeira-dama auxiliando vítimas com rações (Reprodução/Instagram/janjalula)

Nesta quarta-feira (8), a primeira-dama Janja da Silva estará no Rio Grande do Sul para acompanhar a entrega de doações e visitar abrigos em meio à devastação causada pelas recentes chuvas e enchentes no estado. Acompanhada pelos ministros Paulo Pimenta, Simone Tebet e Waldez Góes, a visita tem como objetivo oferecer apoio direto às comunidades afetadas.

Janja planeja passar por quatro cidades: Canoas, São Leopoldo, Guaíba e Porto Alegre. A escolha dessas localidades se deve à urgência em fornecer assistência às áreas mais afetadas pela tragédia. A presença da primeira-dama ao lado dos ministros demonstra o compromisso do governo em lidar com a crise enfrentada pelo estado.


Primeira-dama visita Rio Grande do Sul para auxiliar vítimas das enchentes

Janja da Silva adota cachorra resgatada e a chama de Esperança (Foto: reprodução/Instagram/@janjalula)


Calamidade pública

O presidente Lula, ao definir o socorro ao Rio Grande do Sul como prioridade, descreveu a situação como uma “guerra” devido à destruição causada pelas chuvas. Como resposta, o governo federal e o Congresso aprovaram um decreto de calamidade pública, permitindo gastos extras para atender às necessidades emergenciais.

Além disso, uma medida provisória será editada em breve para liberar crédito extraordinário, cujo valor ainda está sendo calculado. Estima-se que o investimento na recuperação das rodovias federais ultrapasse R$ 1 bilhão, segundo o ministro Renan Filho, do Transporte.

Em um gesto de solidariedade, Janja adotou uma cachorra resgatada em Canoas durante os temporais. Batizada de “Esperança”, a cadela se tornou parte da família da primeira-dama, que compartilhou a experiência nas redes sociais. Janja destacou a situação crítica não apenas das pessoas, mas também dos animais afetados pela tragédia.

Críticas de Michele Bolsonaro na semana passada

A ação humanitária de Janja contrasta com as críticas recentes feitas por Michelle Bolsonaro durante um evento em Manaus. A ex-primeira-dama relembrou sua vida anterior no Rio de Janeiro, mencionando que costumava levar suas filhas ao lixão onde trabalhava em Gramacho.

As palavras de Michele pareceram aludir indiretamente às extravagâncias de Janja, sugerindo que algumas pessoas se destinam ao trabalho árduo, enquanto outras apenas se beneficiam do poder público.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...