INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Rio de Janeiro decreta proibição total de celulares em escolas da rede municipal 

A medida estava em discussão desde dezembro e decreto começa a partir de março

Rio proíbe celulares nas escolas
Foto destaque: prefeitura proíbe uso de celulares (reprodução/divulgação/O Globo)

Nesta sexta-feira (2), foi publicado no Diário Oficial um decreto do prefeito do Rio, Eduardo Paes, que proíbe o uso de celulares em escolas municipais. A prefeitura já tinha limitado em agosto do ano passado o uso para somente nos intervalos, agora a proibição é total. A medida começa a valer em 30 dias. 

Falta de interação nas escolas 

No decreto diz que está proibido a utilização de celulares e qualquer outro dispositivo eletrônico nas escolas de rede pública municipal, em salas de aula; fora da sala de aula, em trabalhos individuais ou em grupo dentro da unidade e durante os intervalos, inclusive no recreio. A medida pede para caso o aluno possua o eletrônico, deve permanecer guardado na mochila do próprio aluno desligado, no silencioso ou em modo avião. Caso seja descumprido pelo aluno, o professor poderá advertir ou retirar o eletrônico e acionar a equipe da unidade escolar. 

Para o secretário municipal de educação, Rena Ferreirinha, as novas regras são para estimular a aprendizagem e interação social entre os alunos, tirando isolamento que as telas proporcionam para aos jovens, para melhorar a interação humana. 


Alunos usando celular na escola
Decreto vale somente para escolas das redes municipais (foto: reprodução/Moacy Lopes Junior/Folhapress/ Folha de São Paulo)

Qual a exceção do decreto 

Toda regra há uma exceção e neste caso, tem alguns pontos que o aluno poderá usufruir de seu smartphone. Antes da primeira aula, fora da sala; após o término da última aula do dia, fora da sala; se for autorizado pelo professor para fins pedagógicos e pesquisas relacionada a matéria em questão; para alunos com deficiência ou com alguma condição que precise de dispositivos de monitoramento; nos intervalos para alunos da Educação de Jovens e Adultos ou quando a cidade estiver em Estágio Operacional 3 e mediante a autorização prévia dos gestores da unidade escolar. 

Estudos apontam efeitos positivos

A determinação para a aprovação do decreto, veio após uma consulta pública em dezembro que mostrou que 83% das pessoas que participaram concordaram com a restrição escolar e abriu a questão sobre limites no tempo de tela para as crianças. 

Segundo dados da Unesco, nos Estados Unidos jovens entre 2 e 17 anos com uso excessivo de eletrônicos tem causado estabilidade emocional, ansiedade, depressão e menos curiosidade. 

O prefeito Eduardo Paes, afirmou também que estudos feitos na Espanha, Bélgica e Reino Unido mostram resultados positivos ao proibir celulares na escola, melhorando o desempenho acadêmico do aluno. 

No mês de fevereiro será realizado ações nas escolas para adequar os alunos a nova regra que só começa a valer no próximo mês. 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...