INMAG | Todos os direitos reservados.

Hi, what are you looking for?

Notícias

Terremoto abala o centro do Japão

Com 5.9 graus de magnitude, ainda não foram oferecidos alertas de tsunami

Paisagem da cidade de Tóquio
Foto destaque: A televisão pública NHK afirma que as autoridades locais indicaram que ainda não houve relatos de danos. (Reprodução/Freepik/@tawatchai07)

Um terremoto de magnitude aproximada de 5.9 atingiu o centro do Japão nesta segunda-feira (03), na prefeitura de Ishikawa, na península de Noto. A Agência Meteorológica do país não soltou avisos de tsunami. 

O epicentro aconteceu na Península de Noto, às 6h31 do horário local. A área já havia sido afetada por um grande terremoto em 1° de janeiro. Neste dia, quase 100 mil pessoas foram evacuadas em nove províncias e outras 230 foram mortas pela tragédia. Nas regiões costeiras japonesas de Ishikawa, Niigata e Toyama emitiram alertas de tsunami.

O tremor não foi sentido em Tokyo, capital do Japão, mas alertas foram enviados para aparelhos móveis dos moradores. 


Casa destruída por terremoto no Japão em 1° de janeiro. (Foto: reprodução/Getty Images Embed/Buddhika Weerasinghe)


Tsunami atingiu usina de Fukushima em 2011

O Japão já foi abalado por um tsunami devastador causado por um terremoto de 9 graus de magnitude no Oceano Pacífico que empurrou a ilha de Honshu, a maior do Japão, 2,4 metros para leste. A força das águas atingiu a usina de Fukushima, localizada a 260 quilômetros ao norte de Tóquio, que ocasionou em um acidente nuclear. 

O tsunami causou a morte de mais de 18 mil pessoas e 160 mil habitantes precisaram ser retirados das proximidades da usina. A movimentação de terra, de 50 metros, nas placas tectônicas da Eurásia e do Pacífico foi a maior já registrada em um terremoto, que elevou o mar e criou enormes ondas que atingiram o Japão.


Destroços da tragédia de 2011 no Japão. (Foto: reprodução/Patrick Fuller/Japanese Red Cross/IFRC/Getty Images Embed)


Essa foi a maior catástrofe japonesa desde 1945, quando as bombas atômicas foram lançadas em Hiroshima e Nagasaki. 

Tecnologia contra terremotos 

O país passou por muitos tremores que causaram grandes destruições em seu território. Depois dos grandes tremores de 1923 em Tóquio, que mataram aproximadamente 140 mil pessoas, os japoneses passaram a investir em infraestrutura e tecnologia.

Chamado de “isolamento sísmico”, as construções japonesas possuem um sistema de proteções na base de suas estruturas e amortecedores para que construções suportem os abalos a partir da absorção de energia. 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Empreender na Prática

Não há contradição entre frescor, relaxamento e bem-estar. Na rotina de self-care, os body splashes se tornaram protagonistas quando assunto é refrescar o corpo...

Saúde e Bem Estar

A Massagem Nuru é uma prática terapêutica que tem origem no Japão e se tornou cada vez mais popular em diversos países, incluindo o...

Celebridades

O cantor foi fotografado ao lado da esposa Bianca Censori. Ele estava mascarado e ela nua, sob uma capa de chuva transparente.

Magazine

Quem conhece Nicole Bahls, sabe que ela é babado, confusão e alegria, por onde passa deixa seu rastro de carisma e felicidade. Nicole é...