Money

2021 foi até agora, o melhor ano da história da Tesla

30 Jan 2022 - 19h54 | Atulizado em 30 Jan 2022 - 19h54
2021 foi até agora, o melhor ano da história da Tesla

A Tesla, empresa que pertence àquele que vez ou outra assume a posição de pessoa mais rica do mundo , Elon Musk, passou em 2021 pela sua melhor fase. Isso em grande parte devido aos novos sistemas que estão sendo desenvolvidos pela empresa, já que está se empenhando na produção de uma tecnologia que permite autonomia para os carros elétricos e para além disso fazendo a expansão comercial para um dos maiores mercados que possuem interesse nessa tecnologia, a China. 

A mudança na matriz energética da China é um processo que vem ocorrendo desde 2005 a partir da promulgação da lei de energia renovável que sinalizou uma postura nova do país. Logo, a empresa com sede em Austin, Texas, teve enorme importância estratégica em abrir uma fábrica em Xangai a 2 anos atrás,  pois é um mercado que ainda não possui muita concorrência e que é uma prioridade para a nova forma adotada para o desenvolvimento da China.


Elon Musk, CEO da Tesla - (Foto/Imagem: Reprodução/Tesla/sbtinterior)


Encerrado no dia 31 de dezembro de 2021, foi no trimestre passado que a empresa bateu seu recorde, tendo uma valorização de 750% do preço de suas ações, que tiveram um aumento de US$ 2,05 por ação permitindo um lucro de aproximadamente US$ 2,32 milhões, o que foi oito vezes maior que o ano passado. Mesmo com essa crise de abastecimento, dificuldade no meio internacional e assim por diante a Tesla ainda conseguiu aumentar seu volume em 90% e ainda subir a taxa de margem operacional da empresa em 14%. 

Esses resultados possibilitam uma expectativa positiva em relação ao futuro da empresa e com isso as estimativas para implantação de uma nova fábrica em Berlim, Alemanha que por sinal é outro país bastante competitivo internacionalmente e também está em busca da sua rápida mudança na matriz energética. O motivo para a mudança dessa dependência do petróleo para a eletricidade ocorre devido a escassez do primeiro, já que suas reservas só existem graças a um processo que levou entre 10 a 500 milhões de anos.

 

Modelo de veículo elétrico produzido pela Tesla - (Foto de Destaque: Reprodução/Divulgação/Tesla/istoedinheiro)

Mais Lidas